14.5.20

pão com alho e ervas


Meus dois últimos natais foram os mais diferentes da vida, eles aconteceram em Dublin. Na primeira vez estávamos só eu e o marido na cidade, viemos para conhecer e saber se valia todo o investimento de mudar de vida. Nossa ceia foi sanduíche de salmão defumado com cream cheese, enquanto assistíamos Father Ted na TV e descobríamos que esse programa é um dos ícones da cultura pop irlandesa. No último Natal tivemos visitas, um casal de amigos queridos veio passar as festividades conosco, foi minha primeira vez como anfitriã natalina e quis preparar um monte de comida para que eles se sentissem em casa. De tudo que cozinhei, certamente estes pães fizeram mais sucesso, tanto que repeti várias vezes desde então. A massa é incrivelmente macia e você pode utilizá-la como massa-base para outros pães. Recomendo não economizar na manteiga, cada bolota de massa mergulhada na manteiga derretida com alho e temperos garantirá um pãozinho crocante por fora e macio por dentro. Receita do Gather for Bread.

pão com alho e ervas
massa:
1 xícara água morna
2 colheres (sopa) açúcar
2 colheres (chá) fermento biológico seco
2 colheres (sopa) manteiga, amolecida
1 xícara leite morno
2 ½ colheres (chá) sal
5½ - 6½ xícaras farinha de trigo

topping:
9 colheres (sopa) manteiga, derretida
¼ xícara salsinha, picada
1 colher (chá) orégano seco
4 dentes de alho, picadinhos

Numa tigela grande coloque a água morna, salpique por cima o açúcar e o fermento, aguarde 5-10 min até começar a borbulhar. Junte a manteiga, leite, sal e 3 xícaras de farinha de trigo, misture bem e vá adicionando o restante da farinha aos poucos (talvez não seja necessário usar toda a quantidade mencionada na receita) enquanto sova a massa por uns 10 min. Divida a massa em duas partes iguais.
Unte com manteiga duas formas de bolo de inglês, reserve.
Em uma tigela média misture a manteiga, salsinha, orégano e alho.
Corte a massa em pedacinhos de 3cm, faça uma bolinha e mergulhe na mistura de manteiga. Disponha as bolinhas na forma preparada. Repita com a outra metade da massa e a segunda forma. Deixe descansar a massa por 1 hora, de preferência num local morno e sem ventilação. Pré-aqueça o forno a 180℃. Asse os pães por 30 min, ou até dourar e produzir um som oco no fundo da forma.

3.5.20

carne louca


Crazy beef, crazy times! Por aqui estamos em quarentena desde 12/03, ninguém pode andar mais que 2km de suas casas e só estamos autorizados a deixar a casa para comprar comida e fazer exercícios, senão a polícia para, e a polícia prende. Polícia para quem precisa de polícia, como diz a música. Enquanto vivemos esse Estado policial mais da metade das mortes acontece em casas de repouso e estas pessoas mais vulneráveis não recebem a devida atenção do governo, nem cuidados preventivos. Pois é.
A gente vai vivendo como dá. Dá desânimo, dá desespero, dá vontade de sair correndo pra Marte, dá insônia, dá vontade de chorar... Mas a vida sempre se impõe, é a força mais poderosa de todas, e eu me lembro disso cada vez que olho para a janela e vejo a primavera em pleno esplendor, o ninho de corvos vigilantes contra qualquer tentativa de gaivotas querendo roubar seus ovos.
E em meio a esse turbilhão emocional que é minha vida cotidiana a gente come. Pra ser honesta, não como tanto, as roupas alargaram e não tem loja aberta para comprar calças que não escorregam na cintura. Ainda assim a gente come. Nas primeiras semanas de quarentena me recusei a fazer estoque desnecessário de comida e seguimos na normalidade de compras semanais cheias de alimentos frescos, porque estes nunca faltaram no mercado. E na nossa escassa normalidade e sincronia de casal que está junto há muito tempo, marido e eu começamos a ter vontade de comer pratos da nossa infância, daqueles que levam a gente para um lugar bom e quentinho do passado. Eu repeti várias vezes essa carne louca, e na primeira vez que fiz me dei conta que nunca havia cozinhado antes! Uma busca na internet, tentando achar uma receita que lembrasse minhas carnes loucas preferidas, achei esta, do Rafael Capanema - quem nunca fez um teste do Buzzfeed de autoria dele? - fiz um monte de adaptações.

carne louca:
600g carne (pode usar acém, p.e.)
pimenta-do-reino, sal
2 colheres (sopa) óleo
1 colher (sopa) azeite
1 colher (sopa) manteiga
1 cebola grande, picada
2 dentes de alho, picadinhos
1 pimentão (verde ou vermelho), picado
1 lata de tomate pelado
1 xícara caldo de carne 
2 colheres (sopa) molho inglês
molho de pimenta, a gosto
3 colheres (sopa) salsinha picada

Corte a carne em cubos médios, tempere com sal e pimenta-do-reino, aqueça o óleo numa panela grande e coloque os pedaços de carne até dourar de todos os lados. Retire e reserve. Na mesma panela aqueça o azeite e manteiga, refogue a cebola, alho e pimentão, por uns 3 min. Junte o tomate, caldo de carne, molho inglês, pimenta e retorne a carne para a panela. Tampe a panela e deixe em fogo médio até a carne ficar macia. Dá pra fazer na panela de pressão, claro. Quando a carne estiver macia, retire, desfie, volte para a panela, adicione a salsinha e acerte o tempero.

30.4.20

molho de big mac (uma tentativa)


A gente tenta reproduzir em casa um molho igual do big mac, mas nunca sai igual, a gente se engana dizendo que está parecido e come mesmo assim. Ninguém em casa é tão aficcionado por McDonald's, porém gostamos de comer hamburger, e o restaurante do palhaço está fechado por aqui desde fins de março, sem previsão de reabertura. Para o hamburger, cada vez em faço um tempero diferente, às vezes é só sal e pimenta-do-reino, outras vezes tem mostarda Dijon, molho inglês, sriracha. Segui os mesmos ingredientes do Fox Valley Food, mas mudei as proporções e adicionei uma pitada de açúcar, coloco a receita original.

molho de big mac
1 xícara maionese
¼ xícara relish de pepino (usei pepino em conversa), picadinho
1½ colher (sopa) molho de mostarda
1 colher (chá) vinagre de vinho branco
½ colher (chá) páprica defumada
¼ colher (chá) alho em pó
¼ colher (chá) cebola em pó

Misture tudo. Fica melhor se deixar descansar algumas horas.

27.4.20

chili com carne (e feijões)


Será que ainda tem alguém aqui? Eu não sei, acho que não; o que sei apenas que me deu vontade de voltar a escrever aqui. E nos últimos tempos recorro sempre ao blog para fazer uma receita que já não consigo mais consultar no livro.
A vida mudou do lado de cá da tela, e não estou falando do coronga vírus! Há mais de um ano mudei com a família para a Irlanda, tem sido uma experiência interessante, o país é lindo e não importa o que digam: o clima é ótimo quando comparado a SP!
Mas vamos ao que interessa, comida. Este chili virou o mais novo prato preferido do marido. Há tempos ele falava que queria um chili parecido com o que ele comeu aqui em Dublin, servido com arroz, ele mesmo procurou a receita e eu só executei. Fica bom servido com arroz, queijo ralado, tipo queijo prato - aqui a gente usa cheddar, porque é o "queijo prato" local - sour cream e cebolinha.
Receita do blog Once Upon A Chef.

chili com carne
1,1kg carne moída
¾ colher (chá) bicarbonato de sódio
2 colheres (chá) sal
2 colheres (sopa) óleo
1 cebola grande, picada
1 pimentão vermelho, picado
4 dentes de alho, picados
½ colher (chá) chili em pó
1 colher (sopa) cominho em pó
1 colher (chá) orégano seco
½ colher (chá) coentro em pó
1 colher (chá) páprica em pó
¼ colher (chá) canela em pó
2 colheres (sopa) fubá
3 xícaras caldo de carne
2 latas tomate pelado em cubos
¼ xícara extrato de tomate
1 colher (sopa) melado de cana
1 colher (sopa) suco de limão
1 lata de feijão (opcional)

Comece pela carne. Numa tigela coloque a carne, sal e bicarbonato de sódio, misture bem e deixe descansar por 20 min (o bicarbonato ajudará a carne a dourar mais rápido). Na panela grande coloque o óleo, cebola, pimentão e alho, deixe refogar por uns 5 min em fogo médio. Coloque em fogo alto e junte a carne, deixe por uns 10 minutos, mexendo de vez em quando para dourar de todos os lados e quebre os pedaços da carne moída para ficar soltinho. Reduza o fogo novamente e adicione o chili, cominho, orégano, coentro, páprica e canela, misture bem por uns 2 min. Por fim junte o fubá, caldo de carne, tomate pelado, extrato de tomate e melado, misture bem, deixe em fogo baixo, tampe a panela e deixe cozinhar por 2 horas. Se for adicionar o feijão cozido, coloque nos últimos 15 min de cozimento. Desligue o fogo, coloque o suco de limão e sirva.

31.10.18

bolo de coco com calda de rum


Curioso como as coisas deram para quebrar aqui em casa ao mesmo tempo, já comentei do forno, a geladeira faz barulhos esquisitos e agora minha balança de cozinha deu o último suspiro. E balança pra mim é item de primeira necessidade, uso quase todos os dias. Nos dias sem balança fiquei perdida porque queria bater um bolinho, porém a maioria das receitas que me agradava precisava da balança para medir um ou outro ingrediente. Lembrei desta, tudo medido em xícaras e um tablete inteiro de manteiga. É aquele bolo que a massa fica bem densa, por isso uma calda é imprescindível, aqui a calda é uma mistura de leite de coco e rum. Eu adoro álcool em doces, mas já aviso que o sabor do rum fica bem discreto. Receita do livro Ready for Dessert, do David Lebovitz.

bolo de coco com calda de rum
bolo:
3 xícaras farinha de trigo
½ colher (chá) fermento em pó
½ colher (chá) bicarbonato de sódio
pitada de sal
¼ colher (chá) noz moscada
1 xícara (225g) manteiga, temperatura ambiente
2 xícaras açúcar
3 ovos grandes
2 gemas grandes
1 colher (sopa) baunilha
¾ xícara (180ml) leite de coco

calda:
¾ xícara (180ml) leite de coco
6 colheres (sopa) açúcar
½ xícara (125ml) rum

Pré-aqueça o forno a 180℃. Unte e enfarinhe uma forma de furo central no meio, de 25cm ø. Numa tigela grande peneire a farinha, fermento, bicarbonato, sal e noz moscada. Na batedeira coloque a manteiga e açúcar, bata até formar um creme claro e fofo, cerca de 3-5 min. Em seguida coloque os ovos, gemas e baunilha, bata até ficar incorporado. Por fim coloque alternadamente a mistura de farinha e leite de coco. Coloque a massa na forma, forma no forno e asse por 55-60min, ou até um palito sair seco quando inserido no centro da forma.
Enquanto o bolo assa, prepare a calda. Misture numa panelinha o leite de coco e açúcar, leve ao fogo até o açúcar dissolver. Quando desligar o fogo, adicione o rum e mexa bem.
Assim que retirar o bolo do forno, deixe-o na forma e fure com um palito de dente cerca de 60 vezes. Coloque mais ou menos dois terços da calda sobre o bolo furado. Deixe na forma até esfriar completamente. Inverta o bolo sobre um prato e pincele o restante da calda.