quinta-feira, 31 de março de 2011

sorvete de chocolate


Eu tenho uma mania de experimentar tudo o que estou preparando (acho que todo mundo que cozinha tem este hábito), em  todas as etapas de uma receita, lá estou eu literalmente metendo a colher pra saber como está o sabor - adoro massa crua de bolo e de biscoitos! Com sorvete não é diferente, mesmo aquela mistura morninha antes de ir para a geladeira, também pego um pouquinho para saber se é bom. E este sorvete antes de ir para a sorveteira estava igual ao sorvete de chocolate que minha mãe preparava quando era criança, daqueles com liga neutra, emulsificante que muita gente usava na época. Perguntei do sorvete e minha mãe disse que não se lembra do sabor - nem da receita, mas tenho quase certeza que era com chocolate em pó. Enfim, hoje trago uma versão mais chocolatuda de um sorvete com cara de infância, desse livro aqui ó.

2 xícaras creme de leite fresco
3 colheres (sopa) cacau em pó
140g chocolate meio amargo, picado
¾ xícara açúcar
1 xícara leite integral
pitada de sal
5 gemas
1 colher (chá) extrato de baunilha

Numa panelinha leve para aquecer 1 xícara do creme de leite + cacau em pó, mexa bem até dissolver todo o cacau. Deixe levantar fervura, em fogo baixo, sem parar de mexer, por uns 30 segundos. Retire do fogo, adicione o chocolate meio-amargo, mexa até todo o chocolate derreter. Coloque o creme de leite restante, mistura, e despeje numa tigela grande. Sobre a tigela coloque uma peneira. Na mesma panelinha, coloque para aquecer o açúcar, leite e sal. Numa outra tigela, coloque as gemas e mexa ligeiramente. Quando a mistura de leite estiver quente - mas não muito - despeje sobre a tigela com as gemas, mexendo bem. Devolva a mistura à panela, abaixe o fogo, sem parar de mexer, até a mistura engrossar e cobrir as costas de uma colher (eu uso colher de pau). Passe a mistura pela peneira, mexa bem, adicione a baunilha. Deixe esfriar, depois cubra e leve à geladeira por algumas horas, ou de um dia para outro. Coloque a mistura na sorveteira e proceda conforme o fabricante. Guarde no freezer em pote hermético.

terça-feira, 29 de março de 2011

muffins de manga e cardamomo


Estou aloka dos muffins, né? Pra ser sincera, fiz estes aqui movida mais pela curiosidade, achei tão original manga e cardamomo juntos. Desde que fiz este crumble descobri que manga assada é muito saborosa, então  os muffins só podiam dar certo. Minha única observação é colocar um pouco mais de açúcar na massa, especialmente porque a manga que usei não "se decidia" entre estar doce ou não: de um lado era doce, do outro esta aguada, pode isso? rs. A receita achei aqui, numa das minhas buscas por docinhos com cardamomo...

2 xícaras farinha de trigo
2/3 xícara açúcar
2 colheres (chá) fermento em pó
½ colher (chá) sal
¼ colher (chá) bicarbonato de sódio
¼ colher (chá) cardamomo em pó
1 xícara mangas picadas, sem a casca
¾ xícara buttermilk
¼ xícara manteiga, derretida
1 colher (chá) baunilha
1 ovo grande

Numa tigela coloque a farinha, açúcar, fermento, sal, bicarbonato e cardamomo, misture. Pique a manga em cubinhos e coloque na mistura de farinha. Numa tigela misture buttermilk, manteiga, baunilha e ovo. Coloque tudo na tigela de farinha, misture, mas não bata demais. Distribua a massa nas forminhas, salpique um pouco de açúcar por cima e leve ao forno pré-aquecido a 200ºC, por 23min, ou até dourar e passar no teste do palito. Deixe esfriar, desenforme e deixe sobre gradinhas até esfriar completamente.
rendimento: 12 muffins, fiz meia receita acima e consegui 7 muffins.

quinta-feira, 24 de março de 2011

financiers de pistache e limão


Faz muito tempo que estava de olho nestes bolinhos, só que nunca tinha todos os ingredientes em casa. Claras, as eternas congeladas, estas nunca faltaram; quando tinha pistache, não tinha amêndoa, quando tinha amêndoa, não tinha limão. Eis que havia um limão solitário na gaveta da geladeira, e todo o resto pronto para ser usado. Não havia mais obstáculos. Bom, a escolha da receita teve um motivo muito especial: o livro que contém a receita (Sticky, Chewy, Messy, Gooey, da Jill O'Connor) foi um presente da querida Quéroul, e eu sei que ela gosta muito de friands, pistache e limão siciliano. Espero que goste(m) da escolha =D

½ xícara amêndoas, sem pele
1 xícara pistache, sem casca e sem sal
1 ½ xícara açúcar de confeiteiro
2/3 xícara açúcar granulado
raspas de 2 limões sicilianos
8 claras
1 colher (chá) baunilha
¾ xícara farinha de trigo
¼ colher (chá) sal
1 xícara manteiga, derretida
açúcar de confeiteiro para polvilhar (opcional)



No processador coloque as amêndoas e pistache. Misture até ficar moído. Adicione o açúcar de confeiteiro e processe até virar um pó. Coloque numa tigela grande, adicione o açúcar granulado, raspas de limão, claras e baunilha. Misture bem até ficar homogêneo. Peneire a farinha e sal, coloque na tigela e acrescente à massa. Por fim, coloque a manteiga derretida, misture até ficar incorporado. Cubra a tigela com filme plástico e leve à geladeira por 1hora (pode ficar guardado por até 24h). Pré-aqueça o forno a 230ºC, unte e polvilhe com farinha forminhas pequenas para muffin - ou próprias para friands - leve ao forno por 7min, passado este tempo, reduza a temperatura do forno para 200ºC, e asse por mais 7min, ou até que os bolinhos cresçam e fiquem dourados. Retire do forno, deixe esfriar em gradinhas e só desenforme depois de frio. Polvilhe com açúcar de confeiteiro, se assim desejar.
rendimento: 2 dúzias, fiz meia receita, e obtive 8 bolinhos.

quinta-feira, 17 de março de 2011

muffins de banana, manteiga de amendoim e chocolate


Dia desses cismei que queria comer muffins de banana - de novo. Como o dia de feira estava longe, pedi duas bananas pra minha mãe - que tipo de pessoa pede banana pra alguém? Pelo menos tive a sinceridade de dizer que não era empréstimo. Queria banana com chocolate. Logo lembrei do potão de manteiga de amendoim aberto na geladeira - também tenho umas manias de "acreditar" no prazo de validade da embalagem, se lá diz que é melhor consumir em até 7 dias depois de aberto, e passa esse prazo, toda hora estou lá abrindo o pote pra conferir se não estragou. Então, por que não misturar banana, chocolate e manteiga de amendoim? A internet é tão legal, porque se você imaginou algo, pode apostar que alguém já pensou antes, fez e mostrou pra todo mundo. Achei algumas receitas com a combinação, e esta do Noble Pig foi a que mais me agradou. 

2 ½ xícaras farinha de trigo
½ xícara açúcar
½ xícara açúcar mascavo - aperte na xícara para medir
1 colher (sopa) fermento em pó
¾ colher (chá) sal
¾ colher (chá) canela em pó
1 ¼ xícara bananas amassadas (cerca de 2 ou 3 grandes)
1 xícara leite
¾ xícara manteiga de amendoim cremosa - usei Peter Pan
3 colheres (sopa) óleo de canola
1 colher (chá) baunilha
1 ovo grande
1 xícara gotas de chocolate meio-amargo



Numa tigela grande peneire a farinha, açúcares, fermento, sal e canela. Misture bem e reserve. Numa tigela média, coloque as bananas amassadas, leite, manteiga de amendoim, óleo, baunilha e o ovo. Misture bem misturado. Coloque a mistura de banana na tigela grande, e mexa somente para incorporar, não bata demais. Adicione as gotas de chocolate, misture e coloque a massa nas forminhas. Leve ao forno pré-aquecido a 180ºC, por 20-25min, ou até dourar. Deixe esfriar nas gradinhas.
rendimento: 12 muffins, fiz meia receita acima o obtive 10 bolinhos em forminhas com capacidade para 1/3 xícara.

terça-feira, 15 de março de 2011

cobbler de pêssego e framboesa


Trouxe para casa, toda feliz, um saco de pêssegos bem bonitos. Foi decepção à primeira mordida: completamente azedos! O jeito foi procurar uma receita boa para utilizá-los. Queria crumble, mas nenhuma me parecia interessante, ou não havia todos os ingredientes em casa. O jeito foi partir para o cobbler, e utilizar o restinho de framboesas congeladas que havia. Na receita original vai mirtilos. Ficou muito bom, pena que só rendeu dois potinhos e acabou num segundo! Receita deste livro.

recheio de frutas:
5 xícaras pêssegos picados, cerca de 5 grandes
2 xícaras framboesas
1/3 xícara açúcar
2 colheres (sopa) amido de milho
1/8 colher (chá) sal
1/8 colher (chá) canela em pó
1/8 colher (chá) noz-moscada ralada na hora

cobertura:
1 xícara farinha de trigo
2 colheres (sopa) + 1 ½ colher (chá) açúcar
1 ¼ colher (chá) fermento em pó
¼ colher (chá) sal
¼ xícara manteiga gelada
½ xícara leite
¼ colher (chá) extrato de baunilha
açúcar para polvilhar

Pré-aqueça o forno a 180ºC. Unte com mateiga um refratário quadrado de 23cm. Coloque os pêssegos, framboesas, açúcar, amido de milho, sal, canela e noz-moscada, misture bem. Leve ao forno por 20 minutos. Enquanto isso prepare a cobertura. Numa tigela grande, misture a farinha, açúcar, fermento e sal. Usando um garfo, adicione a manteiga e amasse até que a manteiga fique picadinha. Aos poucos adicione o leite e a baunilha, mexendo com o garfo até formar uma massa. 
Depois dos 20min no forno, retire o refratário com as frutas, espalhe a cobertura. Por cima salpique o açúcar e retorne ao forno por mais 25-30min, ou até a cobertura ficar dourada e a mistura de fruta borbulhar. Sirva morno.
rendimento: 8 porções, fiz cerca de ¼ da receita acima e rendeu duas tigelinhas com capacidade para 1 xícara.


quinta-feira, 10 de março de 2011

torta de maçãs da normandia


Carnaval foi super tranquilo. Muita, muita preguiça, ainda mais com o friozinho que fez, quase não fiquei na cozinha. Exceto para fazer esta torta de maçãs, pedido do marido, que comeu alguma carne assada em restaurante e como acompanhamento vinha purê de maçãs, ele me pediu que reproduzisse o purê em casa. Bem mais fácil que imaginava, e a aromatização com baunilha foi perfeita. A torta é bem simples de fazer, a decoração com as maçãs dá um charme. Ah, a torta demanda mais ou menos 8 maçãs, fiquei com dó de jogar fora aquele monte de cascas, aproveitei e fiz esta geléia, fica bem boa, viu! A receita da torta é deste livro.

massa:
1 ½ xícara farinha de trigo
½ xícara açúcar de confeiteiro
pitada de sal
135g manteiga sem sal, gelada
1 gema, ligeiramente batida

purê de maçã (applesauce):
1kg de maçãs (cerca de 6 médias), usei a Gala
¼ xícara água
1 colher (sopa) açúcar mascavo - aperte para medir
1-4 colheres (sopa) açúcar (opcional)
1 colher (chá) baunilha (opcional)

cobertura:
2 maçãs, descascadas e cortadas em fatia finas, formato de meia-lua
1 ovo batido (usei a clara que sobrou da massa)
1 colher (chá) água

Comece pela massa. No processador coloque a farinha, açúcar de confeiteiro e sal, pulse para combinar. Coloque a manteiga cortada em pedacinhos e pulse até formar uma massa granulosa. Aos poucos coloque a gema e deixe o aparelho ligado até formar uma massa. Retire do processador, e sove a massa algumas vezes, até ficar homogêneo. Unte uma forma redonda de 23cm, e pressione a massa na forma, até forrar tudo. Leve ao freezer por 30min, no mínimo. Coloque uma folha de papel alumínio por cima da forma e espalhe feijões crus, para fazer peso. Leve ao forno pré-aquecido a 180ºC, por 25min, não deixe dourar muito, pois a massa voltará ao forno. Deixe esfriar numa gradinha antes de colocar o recheio.
Enquanto a massa esfria, prepare o purê de maçã. Descasque as maçãs, retire o miolo e corte em cubos. Coloque numa panela grande, junto com a água e o açúcar mascavo. Deixe cozinhar por 20 a 30min, mexa de vez em quando. Quando a maçã estiver bem mole, retire do fogo, passe por uma peneira, amassando bem. Se quiser, adicione açúcar refinado e baunilha. Misture de volta o suco e a polpa, se ainda restar muita água, volte tudo para a panela e cozinhe por mais um tempo, até ficar mais encorpado. Retire do fogo, deixe esfriar. O purê dura por até 4 dias tampado, na geladeira.
Quando a massa estiver fria, espalhe o purê de maçã e nivele bem. Por cima coloque as fatias de maçã, formando círculos. Pincele com o ovo batido - eu salpiquei um pouquinho de açúcar, para dar uma cor, já que usei apenas a clara. Leve ao forno pré-aquecido a 200ºC, por 50min, ou até dourar. Sirva morno.

quinta-feira, 3 de março de 2011

coffee cake com cobertura crocante de amêndoas e geléia


Semana passada estava muito irritada com adiamento, espera do técnico que viria consertar o sinal da televisão, e decidi fazer um bolinho para tornar a espera menos penosa. O tiro saiu pela culatra, a espera foi penosa, por outro motivo, pois assim que tirei o bolo do forno, salivando de vontade, tocou o interfone. O reparo demorou para ser realizado, e eu só esperando  pra ficar sozinha e comer o bolo. Deveria ter oferecido um pedaço aos técnicos, mas não, eles me "deram bolo" no dia anterior adiando o reparo e não mereciam!
Depois de uma pequena confissão do meu lado vingativo - não me orgulho disso - devo dizer com alegria que este bolo é maravilhoso, sem exageros. É feito com fermento biológico, bem fácil de fazer, os tempos de fermentação da receita realmente funcionam (especialmente num dia de calor). Ficou com uma textura de bolo e um sabor de pão, pouco doce para compensar a cobertura de geléia. Enfim, façam este bolo! A receita é do sempre certeiro Baking Unplugged.

bolo: 
1 ½ xícara farinha de trigo
7g fermento biológico seco
½ xícara água morna
2 gemas grandes
¼ xícara açúcar
¼ xícara manteiga, derretida
¼ colher (chá) sal

cobertura: 
½ xícara farinha de trigo
¼ xícara açúcar mascavo, aperte na xícara para medir
2 colheres (sopa) amêndoas lascadas
pitadinha de sal
3 colheres (sopa) manteiga, amolecida
¼ xícara geléia - usei de frutas vermelhas



Comece pelo bolo. Unte com manteiga uma forma quadrada de 23cm*. Numa tigela média, misture ½ xícara de farinha de trigo com o fermento, adicione a água e mexa bem. Cubra e deixe num lugar morno por 20min. Enquanto isso, numa tigela pequena misture as gemas, açúcar, manteiga e sal. Adicione a mistura de gemas na esponja, mexa bem para não ficar nenhum gruminho. Então coloque a farinha restante, e mexa vigorosamente, a massa ficará bem pegajosa. Deixe descansar por 10min. Numa superfície enfarinhada, despeje a massa, e usando uma espátula raspadora, vá virando a massa por cima dela mesma, adicionando aos poucos mais 3 colheres (sopa) de farinha de trigo - eu coloquei apenas duas colheres. Sove a massa com a espátula por cerca de 4-5min. Coloque a massa na forma preparada, e espalhe bem a massa até as beiradas, use uma colher, se ainda estiver grudenta. Cubra a forma e deixe novamente num local morno por 1hora, ou até a massa crescer e atingir metade da forma. 
Enquanto a massa fermenta, prepare a cobertura. Numa tigela pequena coloque a farinha, açúcar mascavo, amêndoas e sal, misture bem. Adicione a manteiga cortada em pedacinhos, e usando as pontas dos dedos, misture tudo até ficar uma farofa úmida. 
Sobre a massa já crescida, coloque a geléia, espalhando com uma colher de chá, fazendo pontinhos sobre a massa. Por cima, espalhe delicadamente a farofinha. Leve ao forno pré-aquecido a 180ºC, por 22-25min, ou até a cobertura dourar e um palito sair seco quando inserido no centro da forma. Deixe esfriar antes de desenformar. Sirva morno.
*coloquei numa forma quadrada de 20cm e deu tudo certo.

terça-feira, 1 de março de 2011

muffins de banana e cardamomo


Ultimamente ando com uma preguiça abissal de cozinhar. Se não for fácil eu desisto de fazer, simples assim. Mas mesmo com toda a preguiça para entrar na cozinha e sujar louça, eu quero sentir o aroma de bolinhos assando, ter o prazer de comer um docinho recém-saído do forno. Para isso muffins são perfeitos - não me canso de elogiar as qualidades dos muffins, quem os inventou merecia um feriado em sua homenagem! Aí cismei que tinha que ter cardamomo, achei a combinação com banana bem interessante, e fui lá fazer. Realmente a combinação funciona muito bem, perfeitos para dias chuvosos! Receita daqui.

6 colheres (sopa) manteiga, amolecida
1 xícara açúcar
2 bananas, amassadas
2 ovos, temperatura ambiente
1 xícara leite
1 colher (chá) baunilha
½ colher (chá) sal
1 colher (sopa) fermento em pó
1 colher (chá) cardamomo em pó
2 xícaras farinha de trigo

Numa tigela misture a manteiga + açúcar, e bata bem. Adicione as bananas, ovos, leite e baunilha. Mexa até ficar homogêneo. Noutra tigela misture o sal, fermento, cardamomo e farinha. Combine as duas misturas, mas não bata demais. Coloque a massa em forminhas, e leve ao forno pré-aquecido a 180ºC até dourar e um palito sair seco. Deixe esfriar antes de tirar das forminhas. 
rendimento: 12 muffins, fiz meia receita acima e obtive 9, em forminhas com capacidade para 1/3 xícara.