segunda-feira, 20 de outubro de 2014

crumble de trigo sarraceno e amora


Ganhei um monte de amoras do meu sogro, enquanto separava as maduras das outras mais durinhas pensava no que faria com elas, se batia tudo no liquidificador e usaria o suco num bolo, se usaria aos poucos em muffins, aí o marido chegou perto pra ver o que estava fazendo e perguntou em forma de afirmação: vai fazer crumble, né? Pronto, estava decidido. Só queria usar outra farinha diferente, já que o centeio foi tão exitoso, e lembrei do sarraceno, procurei algumas receitas e esta foi a que mais me agradou, além de poder usar o xerém de castanha-do-caju que estava meio esquecida, por minha conta e risco. Receita desse lindo blog.
E por fim, queria agradecer a aparição deste bloguinho na revista Casa e Comida, fiquei imensamente feliz figurar numa lista desta - especialmente porque esta semana é meu aniversário - e vale conhecer outros blogs muito legais!

amoras, quanto baste para um refratário de 20cm (esqueci de pesar)
85g trigo sarraceno
50g aveia
50g xerém de castanha-do-caju
80g açúcar demerara
pitada de sal
80g manteiga, gelada

Pré-aqueça o forno a 180ºC. Unte um refratário de 20cm de diâmetro, espalhe as amoras e jogue algumas colheradas de açúcar por cima, reserve. Para a cobertura, misture o sarraceno, aveia, xerém, açúcar e sal, por fim coloque a manteiga, misture com as pontas dos dedos, fazendo a farofinha. Espalhe sobre as amoras e leve ao forno até a cobertura dourar e as amoras borbulharem.

quinta-feira, 16 de outubro de 2014

caponata de beringela


`
Eu tenho lá um pezinho na Bota, parte da família do meu pai veio da Itália, mas infelizmente todos faceleram muito cedo, não tive acesso àquela tradição oral da família. No máximo tomei pra mim um par de brincos que era da minha avó, este brinco é uma das poucas lembranças que tenho dela usando-os, anos atrás peguei pra mim e não tiro por nada. Por estes motivos, culinária italiana nunca foi presente na minha vida, nem nas minhas memórias de infância, ao contrário da culinária portuguesa, esta sim, viva e presente na minha vida e sem planejar, já inserindo minha filha nesta cozinha afetiva. Logo, a receita dessa caponata não poderia vir de um italiano, e sim de um inglês, num dos livros do Jamie Oliver. Encontrei outras duas receitas em outros livros e todas as três eram bem diferentes entre si - mas aqui não tenho nenhuma intenção de ser purista e passar a receita da caponata verdadeira, com pedigree. Foi apenas a mais fácil dentre todas, fiz meia receita e algumas modificações, aqui segue a receita inteira, para 4 pessoas.

azeite
2 beringelas grandes, cortadas
1 colher (chá) orégano seco
sal e pimenta-do-reino moída na hora
1 cebola roxa pequena, picadinha
2 dentes de alho, picadinhos
um punhado grande de salsinha, picada
1 talo de salsão, picado
2 colheres (sopa) alcaparras, escorridas e picadas
1 punhado de azeitonas pretas, sem caroço e picadas
3 colheres (sopa) vinagre de vinho tinto
5 tomates maduros, picados grosseiramente
2 colheres (sopa) lascas de amêndoas (opcional)

Aqueça o azeite numa panela grande. Coloque a beringela picada, orégano, sal e pimenta, mexa bem até que a beringela esteja envolvida pelo azeite, deixe cozinhar por mais 5min. Depois que a beringela dourar, adicione a cebola, alho, salsinha, salsão, misture e cozinhe por mais alguns minutos. Se perceber que a mistura está ficando muito seca adicione mais azeite. Adicione as alcaparras e azeitonas. Coloque o vinagre, espere evaporar, então coloque os tomates e cozinhe por uns 15 min, ou até que os tomates estejam tenros. Acerte o tempero, coloque um pouco mais de azeite, espalhe mais salsinha e amêndoas lascadas.

quinta-feira, 9 de outubro de 2014

pão de limão e cardamomo



Semanas atrás eu queria porque queria preparar pão, mas queria o tradicional, com sova, fermentação e tudo mais, e também precisava ser aromático, com especiarias ou outros ingredientes. Pega livro aqui e ali, e nada de achar. Até me lembrar desta receita que foi o motivo de comprar este livro, e sem querer me vi fazendo outro soda bread. Ficou feinho, com essa aparência rústica e esfarelento ao cortar porque usei a farinha integral mais grosseira, até meio flocada, era o que tinha. O sabor ficou ótimo - ainda bem, né? - o cardamomo ficou bem acentuado (usei moído na hora), e delicioso com geleia de morangos, caseira que é pra aproveitar a época.

1 xícara farinha de trigo refinada
1 xícara farinha de trigo integral
½ colher (chá) sal
½ colher (chá) bicarbonato de sódio
1 colher (sopa) açúcar
½ colher (chá) cardamomo em sementes
6 colheres (sopa) manteiga, gelada
1 ovo
raspas de 1 limão
½ xícara buttermilk
1 colher (sopa) manteiga derretida

Unte uma forma redonda de 20cm, pré-aqueça do forno a 180ºC. Peneire os ingredientes secos numa tigela. Corte em pedacinhos as manteiga (do tamanho de ervilhas). Misture o ovo, raspas e buttermilk, em seguida adicione à mistura de farinhas e mexa somente até combinar. Despeje a massa sobre uma superfície enfarinhada e sove rapidamente a massa até ficar macio e homogêneo, não mais que 1 minuto. Dê um formato redondo à massa e coloque na forma preparada, faça alguns cortes no topo e pincele com a manteida derretida. Asse por 35min, ou até dourar e ficar firme ao toque.

segunda-feira, 6 de outubro de 2014

bolo de abóbora com gotas de chocolate


De vez em quando estou buscando receitas de bolos de abóboras, até agora aquelas que experimentei continham muitas especiarias, e com este bolo descobri que as especiarias mascaram o sabor da abóbora. Este bolo é bem saboroso, e para minha surpresa tem gosto de bolo de cenouras, isso mesmo. Até o fato de conter bastante chocolate se assemelha ao de cenoura. Achei inusitado, e claro que foi uma boa surpresa. Bolo simples de tudo para preparar. Receita daqui.

1 xícara purê de abóbora
3 ovos
1 colher (chá) baunilha
¼ xícara sour cream
¾ xícara óleo vegetal
1 ⅔ xícara farinha de trigo
1 xícara açúcar
½ colher (chá) sal
½ colher (chá) fermento em pó
½ colher (chá) bicarbonato de sódio
1 ¼ xícara gotas de chocolate

Pré-aqueça o forno a 180ºC. Unte e enfarinhe uma forma de bolo inglês (23x10cm), forre o fundo com papel manteiga. Numa tigela grande peneire e misture a farinha, açúcar, sal, fermento e bicarbonato. Em outra tigela misture o purê de abóbora, ovos, baunilha, sour cream e óleo. Coloque esta mistura na tigela de secos, misture bem. Coloque 1 xícara das gotas de chocolate e misture. Por fim, colouqe a massa na forma, e espalhe ¼ xícara do chocolate. Leve ao forno por 65-70min, ou até um palito sair seco. Espere esfriar uns 20 minutos antes de desenformar.