segunda-feira, 29 de outubro de 2012

bolo com groselha, coco e amêndoa


Depois que deixei de lado a feira e passei a fazer compras num sacolão mais afastado de casa, tenho tido algumas boas surpresas: encontrei batata-doce roxa - dei pra minha mãe, que fez doce - e numa das visitas vi um potinho de groselhas frescas, estavam impossíveis de comer, de tão azedas. Fiz uma busca nos livros, procurando algo com framboesas para trocar por groselhas e achei este bolo, na verdade no livro estava como blondie, mas preferi chamar de bolo, e já que estava no clima de adaptações, aproveitei e adicionei coco ralado à massa, e até que combinou bem. Receita desse livro.

9 colheres (sopa) manteiga, temperatura ambiente
1 ⅔ xícara farinha de trigo
1 colher (chá) fermento em pó
pitada de sal
1 xícara açúcar mascavo - aperte na xícara para medir
2 ovos grandes
1 colher (chá) baunilha
1 xícara amêndoas em lascas
½ xícara coco ralado
2 xícaras groselhas

Pré-aqueça o forno a 180ºC. Unte uma forma quadrada de 20cm*, forre com papel manteiga, deixando uma folga para fora (isso vai facilitar no momento de desenformar), unte ligeiramente o papel. Misture a farinha, fermento e sal. Na batedeira coloque a manteiga e o açúcar, bata por uns 3min. Adicione os ovos, baunilha e bata para combinar. Reduza a velocidade da batedeira, adicione a mistura de farinha a bata até misturar, coloque o coco ralado e ¾ xícara das amêndoas. Coloque a massa na assadeira preparada, salpique por cima a groselha e por fim, o restante das amêndoas. Leve ao forno, virando a forma na metade do tempo e asse até um palito sair seco, cerca de 55-60min. Deixe esfriar, desenforme e corte em quadradinhos.
*Fiz meia receita acima e usei uma forma quadrada de 15cm.

quinta-feira, 25 de outubro de 2012

scone de abóbora


A mania de abóboras tinha dado um tempo por aqui, tanto que a última leva comprei sem saber o que fazer simplesmente assei, fiz um purê e guardei em saquinhos no freezer. Até que dando uma passeada pelo Pinterest vi estes scones e fiquei com vontade. Gostei muito do resultado (marido que nem gosta tanto de abóbora adorou os scones), apesar do sabor suave da abóbora ficar encoberto pelas especiarias.
Tive somente um problema para moldar a massa, e consequentemente transferir para a assadeira: a massa ficou muito mole, preferi não acrescentar mais farinha, o que foi uma decisão acertada, pois comprometeria a maciez do scone. Depois pesquisei um pouco mais sobre o purê de abóbora enlatado - usado na receita original - e me pareceu bem mais consistente que a minha versão caseira, e ficou ainda mais líquido após o descongelamento. Caso aconteça o mesmo, não recomendo colocar mais farinha, apenas enfarinhe as mãos para moldar o círculo, e se quiser que eles fiquem triangulares depois de cortar, faça o remolde após alguns minutos no freezer (me esqueci disso, aproveitei o tempo para tomar banho, rs). Receita daqui.

2 ¾ xícaras farinha de trigo
⅓ xícara açúcar
1 colher (sopa) fermento em pó
¾ colher (chá) sal
¾ colher (chá) canela em pó
¼ colher (chá) gengibre em pó
¼ colher (chá) noz-moscada, ralada na hora 
¼ colher (chá) pimenta-da-jamaica (pimenta síria)
½ xícara manteiga, gelada
1 xícara gengibre cristalizado, picadinho
1 xícara chocolate meio-amargo, em gotas ou picada
2 ovos
280g purê de abóbora 

Numa tigela grande misture a farinha, açúcar, fermento, sal, canela, gengibre, noz-moscada e a pimenta. Em seguida adicione a manteiga, e usando as pontas dos dedos, misture tudo, formando uma farofinha. Coloque na tigela o gengibre cristalizado e o chocolate, misture. Numa tigela menor misture os ovos e o purê de abóbora, adicione à mistura seca. Mexa somente para incorporar, evitando trabalhar muito a massa. Divida a massa em duas metades, com cada uma delas molde círculos sobre uma superfície enfarinhada, cada círculo de 13cm de diâmetro e 1,5cm de altura, aproximadamente. Se quiser, pincele com creme de leite e salpique açúcar granulado por cima, ou somente espalhe açúcar + canela. Usando uma faca molhada na água gelada, corte cada círculos em 6 partes, com cuidado, transfira cada pedaço para uma assadeira forrada com papel manteiga e deixe no freezer por 30min. Em seguida, leve ao forno pré-aquecido a 200ºC por 25min, ou até ficar dourado.
 

quinta-feira, 18 de outubro de 2012

cookie de manteiga de amendoim, aveia e chocolate


A pessoa aqui compra dois potes de manteiga de amendoim, na certa achando que o mundo vai acabar mesmo em dezembro de 2012 e quer garantir um estoque para a nova era. Com quase um quilo de manteiga de amendoim, não havia outro jeito senão procurar receitas para utilizar, marquei várias, bolos, barrinhas, tortas... mas bolacha é meu jeito preferido de comer a preciosidade. Poderia dizer que neste aqui tem aveia, e aveia é saudável, logo, os cookies são saudáveis, mas não vamos nos enganar, estes cookies são deliciosos - talvez não sejam a melhor opção para nossa saúde, mas que fazem bem para o humor... isso, faz! Receita do allrecipes.

½ xícara manteiga, temperatura ambiente (usei 70g)
½ xícara açúcar granulado
⅓ xícara açúcar mascavo
½ xícara manteiga de amendoim (usei crocante)
1 ovo
1 colher (chá) bicarbonato de sódio
pitada de sal
1 xícara farinha de trigo
½ xícara aveia em flocos
1 xícara chocolate meio-amargo, picado ou em gotas

Na batedeira coloque a manteiga e açúcares, bata até ficar cremoso. Em seguida adicione a manteiga de amendoim e o ovo, bata até incorporar. À parte, misture o bicarbonato, sal e farinha, então adicione aos poucos à tigela da batedeira, até misturar bem. Por fim, coloque a aveia o chocolate. Faça bolas com a massa, usando uma colher de sopa como medida, achate levemente cada bolinha sobre uma assadeira forrada com papel manteiga, deixando uns 3cm de espaço entre as bolotas. Leve ao forno pré-aquecido a 180ºC por 12-15min, ou até ficar dourado. Deixe esfriar por alguns minutos na assadeira. 
rende: 16 cookies

terça-feira, 16 de outubro de 2012

galette de tomate, milho e queijo


A receita de hoje não tem nenhuma estorinha para contar, vi esta galette no Pinterest, fiquei cheia de vontades de preparar, comprei espigas de milho, o único item faltante na lista de ingredientes, e preparei num longínquo almoço de domingo solitário - e se estendeu para o jantar do mesmo domingo igualmente solitário. Ficou uma galette deliciosa, quase não tive com quem dividir, exceto pelo meu gato Francis que queria comer o milho... Ah, adaptei umas coisinhas na receita, usei um tantinho de farinha integral, troquei gruyère por fontina e omiti o manjericão (porque não tinha e nem lembrei dele). Receita daqui.

massa:
1 xícara farinha de trigo
¼ xícara farinha de trigo integral
 xícara fubá
1 colher (chá) açúcar
1 ¼ colher (chá) sal
6 colheres (sopa) manteiga, gelada
3 colheres (sopa) azeite
¼ xícara água gelada

recheio: 
1 colher (sopa) azeite
1 cebola grande, finamente fatiada
2 dentes de alho, picadinhos
sal e pimenta-do-reino a gosto
1 espiga de milho grande (cerca de 1 xícara)
85g queijo fontina (ou outro queijo que derreta bem), ralado
1 tomate grande, maduro


Comece pela massa, colocando no processador as farinhas, fubá, açúcar e sal, pulse para combinar. Por cima coloque a manteiga picada em cubos e o azeite. Ligue o processador e vá colocando a água aos pouquinhos, até ficar mais ou menos homogêneo. Retire a massa do processador e sove um pouco com as mãos, até se aglutinar bem, e com as mãos molde um círculo, de aproximadamente 3cm de altura. Leve à geladeira por 1hora. 
Enquanto isso, prepare o recheio. Aqueça o azeite numa panela, coloque a cebola e deixe cozinhar por 10min, mexa de vez em quando para não queimar. Adicione os dentes de alho, sal, pimenta e o milho debulhado, mexa por 1min, desligue e deixe esfriar. 
Abra a massa, deixando mais ou menos 1cm de espessura, formando um círculo. Transfira a massa para uma assadeira baixa, forrada com papel manteiga. Espalhe a mistura de cebola e milho, deixando de 3-5cm de borda - para fechar a torta -, por cima espalhe o queijo ralado e por último o tomate fatiado, tempere o tomate com sal e pimenta-do-reino. Levante as bordas da massa e dobre por cima do recheio. Se quiser, pincele as bordar com gema - eu usei leite. Leve ao forno pré-aquecido a 190ºC por 35-45min, ou até que a massa esteja dourada. Retire do forno e aguarde 15min antes de servir.

quinta-feira, 11 de outubro de 2012

crumble de ruibarbo e morangos


Tinha pensado num monte de coisas para falar sobre o ruibarbo - dessa vez tive coragem de pegar aquela bandejinha cheia de talos que mais pareciam talos de beterraba e colocar no carrinho, fechando os olhos para o preço - mas a cobertura desse crumble roubou toda a cena. Nunca havia feito, e sequer imaginado colocar farinha integral, e com a amêndoa moída ficou a perfeição. Por isso, ignorem o ruibarbo - pra ser honesta nem senti o sabor dele, só o morango dá conta do recado - e se concentrem na cobertura que fez deste o melhor crumble que comi. Receita adaptada do Bon Appétit Desserts.

cobertura:
xícara farinha de trigo integral
¼ xícara amêndoas inteiras
2 ½ colheres (sopa) açúcar
2 ½ colheres (sopa) açúcar mascavo
4 colheres (sopa) manteiga, gelada e picada
xícara amêndoas, grosseiramente picadas

recheio:
2 xícaras ruibarbo, descascado e picado
1 xícara morangos picados, sem os cabinhos
¼ xícara suco de laranja
3 colheres (sopa) açúcar
½ colher (sopa) raspas de laranja

Comece pela cobertura, coloque no processador a farinha, amêndoas inteiras e açúcares e pulse para combinar, adicione a manteiga e processe até formar uma farofa mais grossa, por fim coloque as amêndoas picadas e leve à geladeira. Esta etapa pode ser feita um dia antes.
Coloque numa panela o ruibarbo, morangos, suco e raspas de laranja e açúcar e leve ao fogo baixo por uns 10min, ou até o ruibarbo ficar macio - cuidado para ele não se desfazer. Distribua a mistura em recipientes que possam ir ao forno, espalhe a farofinha da cobertura e leve ao forno pré-aquecido a 200ºC por 20min, ou até ficar dourado. Espere amornar para servir.
rende 2 porções generosas.

segunda-feira, 8 de outubro de 2012

pão com pecãs e passas


Os pães andaram sumidos do blog, contudo, não sumiram do meu forno. Decidi aprender um pouquinho mais sobre o assunto, comprei dois livros, num deles tenho praticado mais, o outro é cheio de detalhes, técnicas, descrições, e assim como o Chacrinha, veio para confundir e não para explicar. Mas estou sem pressa, leio devagar, faço outras receitas e um dia estarei preparada para meu primeiro pão sourdough. Enquanto isso não acontece, fermento industrializado tem me ajudado a produzir bons pães. Gosto muito dessa combinação de passas e castanhas - aprendi com meu pai - e quando vi as duas juntas na receita, não hesitei em preparar. Só podia ter feito os cortes diagonais um pouco menos incisivos, mas me empolguei com a faca na mão, rs. Receita veio do How To Make Bread (este livro tem uma versão em português da Publifolha).

35g uva-passa clara
35g pecãs, picadas
200g farinha de trigo
50g farinha de trigo integral
½ colher (chá) sal
¾ colher (chá) fermento biológico seco
180ml água morna

Numa tigela pequena misture as passas e pecãs, reserve. Numa outra tigela coloque as farinhas e sal, misture e reserve. E numa tigela grande misture o fermento e água morna, em seguida adicione a mistura de farinhas e mexa, primeiro com uma colher e depois com as mãos, até a massa ficar homogênea. Cubra a tigela grande com outra tigela menor virada para baixo, formando uma cápsula com as duas tigelas. Espere 10 minutos. Em seguida, adicione a mistura de passas e sove a massa rapidamente: levante uma borda da massa e leve-a até o centro da massa, faça isso 8-10 vezes, girando a tigela, contanto que todas as partes da massa tenham sido sovadas. Cubra novamente com a tigela, aguarde 10 minutos e proceda da mesma forma. Faça isso mais 3 vezes. Quando tiver sovado a massa 4 vezes ao total, mantenha coberta e aguarde 1 hora. Passado o tempo, afunde a massa com a mão, para retirar o excesso de ar. Transfira a massa para uma superfície enfarinhada, dobre cada extremidade da massa sobre o centro dela, enrole a massa, dando mais ou menos o formato de um salsichão, deixando as dobras viradas para baixo e bem seladas. Salpique farinha por cima da massa e faça cortes diagonais na massa, usando uma faca serrilhada. Coloque numa assadeira bem enfarinhada, cubra com um pano e deixe descansar, por mais 30-45min, ou até dobrar de volume. Faltando 20 min para terminar a fermentação, pré-aqueça o forno a 240ºC, coloque uma assadeira alta na última prateleira do forno, e reserve 1 xícara de água. Passado o tempo de fermentação, coloque a massa no forno e a água sobre a assadeira aquecida - formará vapor dentro do forno, isso ajudará a formar uma crosta mais grossa e dourada no pão. Abaixe a temperatura para 200ºC, e asse por 30min, ou até ficar dourado. Para se certificar que o pão está assado, retire o pão da assadeira, bata embaixo, se produzir um ruído oco, está assado. Espere esfriar completamente e embale num saco plástico.

quinta-feira, 4 de outubro de 2012

bolo invertido de banana com melado


Com certeza banana é minha fruta preferida para usar em bolos e muffins, acho que dá um ótimo sabor e não é tão perecível quanto maçãs/peras. Mas bolo invertido era algo que ainda nunca tinha tentado fazer antes - e não faço a menor ideia do motivo. Aí, semanas atrás estava usando bastante o livro do Bill, tentando variar meu repertório no jantar e a formiguinha dentro de mim queria só olhar os doces (como sempre) e esse bolo me chamou muito a atenção, só foi esperar as bananas amadurecerem bastante e correr para o abraço. Modifiquei algumas coisinhas, a principal foi trocar maple syrup por melado de cana - é tão raro caro comprar xarope de bordo, que prefiro usar tudo nas panquecas :)

calda:
50g manteiga
55g açúcar mascavo (usei demerara)
¼ xícara melado de cana
3-4 bananas, cortadas no sentido do comprimento
massa:
100g manteiga, amolecida
230g açúcar
4 ovos
1 colher (chá) baunilha
155g (1 ¼ xícara) farinha de trigo
1 colher (chá) fermento em pó
pitada de sal

Pré-aqueça o forno em 180ºC. Comece pela calda, colocando numa panelinha a manteiga, açúcar e melado, leve ao fogo baixo até o açúcar derreter e calda ficar mais espessa. Despeje a calda sobre uma forma redonda de 23cm* untada e polvilhada com farinha nas laterais e somente untada no fundo. Disponha as fatias de banana por cima da calda, reserve. Na batedeira coloque a manteiga e açúcar, bata até ficar um creme fofo, em seguida adicione os ovos, um a um, e a baunilha. Por último adicione a farinha, fermento e sal (já previamente peneirados e misturados). Despeje a massa sobre as bananas, alise com uma espátula, para nivelar a massa e leve ao forno (coloque uma assadeira por baixo da forma, caso o caramelo transborde) por 35min, ou até que um palito saia limpo quando inserido no centro da forma. Aguarde uns 10min e desenforme o bolo.
* Fiz ⅔ da receita acima e coloquei numa forma redonda de 20cm.