quinta-feira, 24 de fevereiro de 2011

sorvete de chocolate branco com pecãs caramelizadas


Depois de dois bolos quase fail, parece que me entendi com este livro do Pierre Hermé, ou talvez porque deixei de lado o capítulo dos bolos e percebi que tem muita coisa interessante nele. Neste sorvete substitui metade do leite por creme de leite fresco porque estava sobrando na geladeira e não queria perder, gostei muito do resultado. A foto não ficou lá aquelas coisas, porque já sou toda atrapalhada pra tirar fotos, e com o calor que estava fazendo no dia, tive que me apressar pra não derreter tudo!

250g chocolate branco
500ml leite semi-desnatado (usei 250ml creme de leite fresco)
40g açúcar demerara
30ml água
100g açúcar
60g pecãs

Coloque o chocolate branco picado numa tigela grande e reserve. Leve o leite para aquecer, quando abrir fervura, despeje o açúcar demerara, misture bem, e deixe ferver novamente. Desligue o fogo e despeje sobre o chocolate, misture até ficar homogêneo. Espere esfriar, cubra e leve à geladeira de um dia para o outro. No dia seguinte, forre uma assadeira com papel manteiga. Coloque numa panela água + açúcar, deixe ferver por 3min (ou até atingir 130ºC), despeje as pecãs e mexa continuamente. Quando você despejar as pecãs, o açúcar da panela vai cristalizar e secar, continue mexendo por uns 5min, aproximadamente, até o açúcar derreter novamente. Coloque na assadeira e deixe esfriar, depois de frio pique grosseiramente. Retire a mistura do sorvete da geladeira, e prepare na sorveteira conforme instruções do fabricante. Quando o sorvete estiver pronto, adicione as pecãs picadas, deixe o aparelho ligado até combinar tudo, coloque em pote hermético e leve ao freezer.

terça-feira, 22 de fevereiro de 2011

muffins de framboesa cobertos com sementes de cacau


Devo dizer que com este calor ligar o forno não é uma das coisas que mais gosto de fazer. Apesar de gostar de cozinhar à noite, a perspectiva de ficar com o apartamento "aquecido" na hora de dormir não é das mais animadoras. Por isso recorri a mais uma receita engavetada nos meus arquivos. Guardo boas lembranças destes muffins, ficaram saborosos e bem macios, e apesar de pedir buttermilk, eu usei toda a medida de iogurte, mesmo. Receita do Chocolate & Zucchini.

4 colheres (sopa) - 75g - manteiga, derretida e fria
2 xícaras farinha de trigo
½ xícara açúcar
2 colheres (chá) fermento em pó
1 colher (chá) bicarbonato de sódio
½ colher (chá) sal
1 ovo
½ xícara (125ml) iogurte integral
½ xícara (125ml) buttermilk*
1 xícara (120g) framboesas
para cobrir:
40g sementes de cacau
50g açúcar mascavo

Misture as sementes de cacau e o açúcar mascavo. Reserve. Numa tigela grande misture a farinha, açúcar, fermento, bicarbonato e sal. Noutra tigela misture a manteiga, ovo, iogurte e buttermilk. Combine as duas misturas, mexendo somente para incorporar, não bata demais. Adicione as framboesas, se for usar congeladas, passe-as por farinha de trigo, assim não ficarão no fundo da forminha. Coloque a massa nas forminhas, e salpique a cobertura por cima. Leve ao forno pré-aquecido a 200ºC, por 18-20min, ou até um palito sair seco.
rendimento: fiz meia receita acima e consegui 9 muffins.
*para fazer 1 xícara buttermilk, misture 2/3 xícara iogurte desnatado com 1/3 xícara de leite.

quinta-feira, 17 de fevereiro de 2011

sorbet de manga


Este verão estou com mania de mangas, virou meu lanche da tarde preferido. Aí dia desses vi o  sorbet lindo que a Fabiana fez e fiquei com vontade. Claro que não fiquei só na vontade e fui fazer também. Ficou o sorbet mais perfeito que já provei, tanto em sabor como na textura. As mangas que usei estavam muito doces e eu esqueci de experimentar antes de colocar todo o açúcar, por isso aumentei a quantidade de suco de limão. Só aconselho a provar a mistura antes de colocar todo o açúcar, de resto é só alegria! Receita daqui.

2 mangas grandes, cerca de 1kg
130g (2/3 xícara) açúcar
60ml água
4 colheres (chá) suco de limão
1 colher (sopa) rum

Descasque e corte as mangas em cubos. No liquidificador misture as mangas picadas, açúcar, água, limão e rum. Bata até ficar bem líquido. Prove e adicione mais limão e/ou rum, se achar necessário. Coloque numa tigela, cubra e leve à geladeira por algumas horas. Passe a mistura pela sorveteira, conforme instruções do fabricante.

terça-feira, 15 de fevereiro de 2011

pudim de limão siciliano


Faz um tempão que fiz este pudim - agora que restringi o consumo de doces em casa, tenho que ficar caçando fotos nos arquivos para postar algo aqui. É aquele pudim que tem a consistência perfeita - pra mim - massa de bolinho em cima e um creminho por baixo. É também pra matar a saudade dos limões sicilianos, porque falta coragem pagar dez reais por quilo! Receita do Modern Classics 2, da Donna Hay.

40g manteiga, amolecida
¾ xícara açúcar
1 colher (chá) raspas de limão
2 ovos, separados
2 colheres (sopa) farinha de trigo
½ colher (chá) fermento em pó
½ xícara suco de limão siciliano
1 xícara leite

Na batedeira bata a manteiga com o açúcar até ficar esbranquiçado. Adicione as raspas e as gemas e bata até ficar cremoso. Coloque a farinha e o fermento peneirados, em seguida adicione o suco de limão e o leite, bata somente para incorporar. À parte bata as claras em neve, até formar picos firmes. Misture as claras com a mistura líquida, e combine tudo delicadamente. Coloque em xícaras untadas com manteiga, e disponha sobre uma assadeira com as laterais altas, e encha com água quente até metade das xícaras. Leve ao forno em banho-maria, em forno pré-aquecido a 175ºC, por 20-25 min, ou até os pudins crescerem e dourarem.
rendimento: 4 porções.

quinta-feira, 10 de fevereiro de 2011

almôndegas de atum



Dias atrás procurava nos meus livros uma receita com vôngole (peguei trauma, nunca mais jogo os bichinhos vivos na panela quente), não encontrei mas fiquei com o olho grande nestas almôndegas. Dias depois, no mercado, me deparo com o atum baratinho - não sei qual é o parentesco com o "real" atum, pois se trata de um peixe que pesa cerca de1kg. Perfeito para as almôndegas, que ficam bem diferentes e saborosas - não imaginava que atum combina tão bem com canela! Fiz algumas substituições com o que tinha disponível em casa, a receita é do livro A Itália de Jamie, que ganhei no sorteio da Stefânia - demorou mas eu postei!

almôndegas de atum:
400g atum
50g pinolis (não tinha, usei amêndoas picadas)
1 colher (chá) canela em pó
1 colher (chá) orégano seco
punhado de salsinha picada
100g migalhas de pão amanhecido (usei pão de forma)
50g parmesão ralado na hora
2 ovos
raspas e suco de 1 limão siciliano (usei o tahiti)
sal, pimenta-do-reino a gosto

molho de tomate:
1 cebola pequena, picadinha
4 dentes de alho, picadinhos
1 colher (chá) orégano seco
2 latas (400g cada) tomates pelados
sal, pimenta-do-reino a gosto
vinagre de vinho tinto (usei o balsâmico)

Para as almôndegas, corte o atum em cubinhos de 2,5cm. Numa frigideira grande coloque para aquecer um pouco de azeite, em seguida coloque o atum, canela e pinolis. Tempere suavemente com sal e pimenta, e deixe fritar até tudo ficar douradinho. Retire do fogo, despeje numa tigela grande e deixe esfriar por 5min. Coloque na tigela os demais ingredientes, e se achar necessário, acerte o sal. Amasse tudo com as mãos, até ficar uma massa homogênea e o atum triturado. Faça bolinhas, coloque num prato e leve à geladeira por 1hora.
Enquanto isso, prepare o molho. Refogue em azeite a cebola e alho, adicione o orégano, tomates, sal e pimenta. Deixe cozinhar em fogo brando por 15 min. Se preferir, passe o molho pelo liquidificador, eu apenas amassei os tomates com um garfo e deixei o molho mais pedaçudo. Coloque um pouquinho de vinagre, e acerte o sal.
Na mesma frigideira onde o atum foi frito, coloque um pouco mais de azeite, adicione as almôndegas, e dê sacudidas na panela até que todas dourem por inteiro.
Sirva as almôndegas sobre o molho, acompanhando alguma massa, eu usei linguine. Se preferir finalize o prato com salsinha picada por cima, achei que ficaria melhor com lascas de queijo pecorino.
Rendimento: 4 porções. Fiz meia receita, obtive 16 almôndegas.

terça-feira, 8 de fevereiro de 2011

pão-de-ló recheado com chantilly e geléia


Semana passada estava assistindo ao programa da Sophie Dahl, no Fox Life, gostei das receitas, mas ela fala e cozinha tão devagaaar, confesso que me irritou um pouquinho. A questão é que a primeira receita do programa foi um pão-de-ló com geléia, em seguida veio o programa do Bill Granger, com mais uma receita de pão-de-ló, e o marido dando umas pescoçadas na TV de vez em quando perguntou quando faria um bolo desses. Pode ser este final semana? Claro! Só precisava comprar ovos e no sábado de manhã o bolo estava pronto.
Sei que ainda preciso treinar mais, eu fazia pão-de-ló bem fofinho, mas com a falta de prática parece que desaprendi, pois quando tudo parecia misturado - e metade já estava na assadeira - ainda apareceram umas "bolhas" de farinha na massa, o que infelizmente comprometeu a textura. A receita da massa tirei do programa Bill's Holiday.

massa (sponge cake):
170g farinha de trigo
2 colheres (sopa) amido de milho
2 ½ colheres (chá) fermento em pó
4 ovos, temperatura ambiente
200g açúcar
2 colheres (sopa) manteiga
80 ml (1/3xícara) água fervente

recheio: 
200ml creme de leite fresco
2 colheres (sopa) açúcar de confeiteiro
5 colheres (sopa) geléia de morango (ou outra da sua preferência)
açúcar de confeiteiro

Pré aqueça o forno a 180ºC, forre com papel manteiga o fundo, unte e polvilhe com farinha as laterais de duas formas redondas de 20cm. Misture a farinha, amido e fermento, peneire por duas vezes. Ferva a água e misture a manteiga, mexa até derreter. Na batedeira coloque os ovos + açúcar e bata por 7-8min, ou até ficar um creme leve e fofo. Desligue a batedeira, peneire novamente a mistura de farinha, e com uma colher de metal, misture delicadamente, coloque a mistura de água e manteiga, e misture novamente, até incorporar tudo. Divida a massa entre as formas e leve ao forno por 20min, ou até dourar levemente. Espere esfriar para desenformar. 
Para o recheio, bata o creme de leite com o açúcar até formar um creme firme. Espalhe o recheio sobre um dos bolos. Coloque a geléia por cima (para a geléia espalhar melhor, mexa com uma colher antes de utilizar) e cubra com o outro bolo, polvilhe açúcar de confeiteiro por cima, e leve à geladeira até o momento de servir.

quinta-feira, 3 de fevereiro de 2011

clafoutis de ameixa


Meu primeiro clafoutis, e gostei bastante. Se parece com bolo e pudim ao mesmo tempo, e ainda por cima é super fácil de preparar. A escolha foi de ameixas porque elas estava bem azedinhas para comer, no entanto, o azedo combinou muito bem com o doce da sobremesa. Receita daqui.

125ml leite
125ml creme de leite
2-3 gotas de baunilha
4 ovos
170g açúcar
1 colher (sopa) farinha de trigo
30g manteiga
500g ameixas, cortadas ao meio, sem caroço
2 colheres (sopa) açúcar mcascavo
30g amêndoas em lascas (opcional)
açúcar de confeiteiro, para polvilhar

Aqueça o forno a 180ºC. Numa panelinha, coloque a leite, creme de leite e baunilha, deixe no fogo até abrir fervura e deixe por 1min. Retire do fogo e deixe esfriar. Numa tigela coloque ovos + açúcar e bata até ficar um creme claro e fofo, adicione a farinha aos pouquinhos. Adicione a mistura de leite, mexendo ligeiramente. Reserve. Coloque a manteiga num refratário e leve ao forno até espumar. Adicione as ameixas, o açúcar mascavo e retorne ao forno por 5min. Com cuidado, despeje a massa sobre as ameixas, salpiqueas amêndoas - se usar - e asse por 30min até ficar firme e dourado no topo e macio por dentro. Polvilhe açúcar de confeiteiro por cima. Sirva morno.
Fiz meia receita e coloquei em três tigelinhas.

terça-feira, 1 de fevereiro de 2011

paçoca


Apesar de fazer muitos outros doces, a paçoca é um dos meus preferidos desde criança. Se eu vejo uma paçoca nova do mercado, logo pego para experimentar. Uma das melhores dos últimos tempos foi da Pan, uma pena que só vende na loja de fábrica deles (eu compro na lojinha do Tatuapé), e na lista de ingredientes da embalagem prometia haver só amendoim, açúcar e sal. Foi o suficiente para ficar curiosa e querer fazer paçoca em casa, dessas com pouquíssimos ingredientes. Achei esta receita, o modo de fazer é bem vago, mas decidi tentar. Ficou bem gostoso, dá vontade de comer de montão, pena que a minha enxaqueca não deixa :(

500g amendoim, torrado e sem pele
2 xícaras açúcar
½ xícara farinha de milho amarela
pitada de sal

Coloque todos os ingredientes no processador (eu achei que facilita colocar o amendoim morno, para soltar o óleo mais rápido) e triture até formar uma massa, como se fosse uma areia bem úmida, levou mais de 5min para formar esta massa, desliguei algumas vezes para raspar a tigela por baixo. Coloque a mistura em forminhas e soque com a mão. Fiquei com receio de ter dificuldade para desenformar depois, ou quebrar tudo, então coloquei numa forma redonda de aro removível e forrei por baixo com papel manteiga untado com manteiga. Desenformei depois de frio, cortei em cubinhos e guardei em pote hermético.
Fiz meia receita, coloquei numa forma redonda de 15cm, e rendeu cerca de 35 cubinhos.