quinta-feira, 28 de junho de 2012

granola de chocolate com ovomaltine


Eu gosto da ideia de preparar granola em casa: é super fácil e rápida de preparar, sei exatamente o quanto de açúcar tem na receita - e o quanto não tem de sódio - mas na vida real granola não é muito assídua no meu café da manhã por causa do iogurte, que está bem longe de ser meu laticínio preferido. Isso até me deparar com esta receita, que sugeria como acompanhamento leite, morango e banana - acreditei e fiz, e foi uma grata surpresa ver o leite se tornando um achocolatado quando misturado à aveia. Fiz várias adaptações para usar somente o que tinha em casa - exceto pelo óleo de coco, que vi um sachê à venda com a porção exata que precisava e deu um belo aroma de coco na granola, mas se não tiver, não tem problema, outro óleo vegetal pode ser usado. A receita tirei da revista da Donna Hay, edição 61.

¼ xícara água
65g açúcar mascavo
2 colheres (sopa) glucose de milho (karo)
1 colher (sopa) óleo de coco
50g chocolate meio-amargo, picado
30g coco ralado, sem adição de açúcar
40g amêndoas, picada
40g pecãs, picada
250g aveia em flocos
30g ovomaltine
1 colher (sopa) cacau em pó

Numa panelinha coloque água + açúcar, mexa até o açúcar dissolver e deixe ferver por 1min. Retire do fogo e adicione a glucose de milho, óleo e chocolate, misture bem até formar uma mistura homogênea. Reserve. Numa tigela grande coloque o coco, amêndoa, pecã, aveia, ovomaltine e cacau, misture bem. Despeje a mistura líquida sobre os ingredientes secos e mexa até toda a aveia ficar coberta pela calda. Coloque a mistura numa assadeira baixa, forrada com papel manteiga e leve ao forno pré-aquecido a 170ºC por 30-32min, mexendo de vez quando, até a granola secar. Espere esfriar completamente e guarde em pote hermético.

quinta-feira, 21 de junho de 2012

torta de cebola e tapenade


Com o tempo fui deixando de comer carne com freqüência e não foi nada planejado, ou por alguma restrição, simplesmente foi deixando de fazer parte do meu cardápio. Sei lá, passei a achar meio sem graça, sem gosto e a textura da carne na boca durante a mastigação me incomoda um pouco, não sei explicar o motivo. Agora apenas como quando sinto vontade, me satisfaço, passa e não pretendo ser vegetariana. E por algum motivo me sinto mais leve assim, é uma leveza digestiva, que me deixa mais disposta, sem aquela leseira pós-refeição, que me fazia ficar igual uma jibóia depois de comer boi. Enfim, esta torta reflete mais meu estilo atual de alimentação, se bem que nem sempre quase nunca estou afim de demorar tanto tempo preparando algo para almoçar/jantar, reflete mais meu paladar, com sabores fortes e variados (que não encontro mais nas carnes em geral). Servi acompanhada de um pouco de rúcula - salada sem nenhum tempero é a nova mania do momento por aqui. Receita do Cooking at Home, definitivamente meu melhor livro de receitas.

tapenade: 
½ xícara azeitona preta, sem caroço
1 colher (sopa) alcaparra
2 colheres (chá) anchova, picada
1 colher (chá) raspas de limão
1 colher (chá) alho picado
pimenta-do-reino 
2 a 3 colheres (sopa) azeite

recheio:
3 cebolas grandes, fatiadas em meia-lua
1 colher (sopa) azeite
2 colheres (sopa) manteiga
1 colher (sopa) farinha de trigo
sal e pimenta a gosto
2 colheres (chá) tomilho fresco, picado (usei metade do seco)
2 ovos
200m creme de leite
60g queijo emental ralado (ou outro queijo que derreta bem)

massa:
1 ¼ xícara (200g) farinha de trigo
125g manteiga gelada, picada
¼ colher (chá) sal
2 a 3 colheres (sopa) água gelada

Comece pela tapenade. Coloque todos os ingredientes no processador e bata até formar um purê, se necessário coloque um pouco mais de azeite. Reserve. A tapenade dura por até 5 dias na geladeira, se fizer com antecedência, deixe em temperatura ambiente para usar na torta.
Descasque e fatie as cebolas. Numa panela grande aqueça o azeite e a manteiga, em seguida coloque a cebola, mexa bem, deixe cozinhar em fogo baixo por 20min, mexendo de vez em quando. Passado o tempo, tempere com sal, pimenta e coloque a farinha de trigo, mexa por 2min. Adicione o tomilho, mexa bem, desligue o fogo e reserve. Numa tigela coloque os ovos, creme de leite, um pouco de sal e pimenta-do-reino e mexa bem. Reserve.
Para a massa. Pré-aqueça o forno a 220ºC. Coloque no processador a farinha, manteiga e sal, processe até formar uma farofa úmida, adicione água aos pouquinhos, até ficar homogêneo. Coloque a massa numa bancada e amasse algumas vezes, mas não manipule demais a massa. Se necessário, enfarinhe ligeiramente a bancada e abra com um rolo, formando um círculo para forrar uma forma redonda de fundo removível de 24cm. Forre com a massa, disponha uma folha de papel alumínio por cima e coloque feijões crus - para formar pesinhos. Leve ao forno por 8-10min. Passado o tempo, retire do forno e abaixe a temperatura para 180ºC. Deixe esfriar um pouco e retire os feijões e o papel.
Montagem. Espalhe a tapenade sobre a massa pré-assada. Por cima coloque a cebola e arrume para ficar uniformemente espalhada. Em seguida despeje a mistura de ovos e creme de leite. Por cima espalhe o queijo ralado, se preferir, coloque um pouco mais de pimenta-do-reino. Leve ao forno por 25min, ou até ficar dourada. Espere uns 10min antes de servir.

segunda-feira, 18 de junho de 2012

curau de milho verde


Faz tempo que queria comer curau, igual ao que comia na infância, feito pela minha avó ou minha mãe. Na verdade pensei em pedir para minha mãe fazer pra mim, aí achei que era muita exploração do trabalho materno e simplesmente telefonei para perguntar o modus operandi. Infelizmente ela não soube dar medidas muito precisas sobre a proporção leite pra milho, porque aprendeu e sempre fez tudo "a olho". Um dia ainda quero ter tanta prática na cozinha para saber fazer tudo sem medidas e ainda sair bom! Mas por enquanto tenho que me contentar com minhas xícaras e colheres medidoras, balança e calculadora para conversões e frações.
Apostei nessa quantidade de leite para o curau ficar com a consistência que mais gosto, que é nem duro e nem mole, adicionarei mais de leite na próxima vez. Mais uma receita que andou uma geração a frente na família =D

3 espigas de milho médias (prefiro as mais amerelinhas) 
2 ½ xícaras leite (usei semi-desnatado)
½ xícara açúcar
canela em pó 

Debulhe as espigas com uma faca. Coloque no liquidificador com o leite e bata por 1min. Passe a mistura por uma peneira, espremendo bem para sair todo o sumo. Despeje numa panela, adicione o açúcar e deixe em fogo médio até esquentar bem e o açúcar dissolver. Antes de abrir fervura, a mistura vai começar a engrossar e formar pelotinhas, nesse momento, coloque em fogo baixo e não pare de mexer, tomando cuidado para não grudar no fundo da panela. Logo a mistura ficará espessa e lisa, mantenha em fogo baixo e cozinhe por 10-15min, mexendo de vez em quando para não queimar. Despeje em potinhos, polvilhe canela e sirva como preferir, temperatura ambiente, morno ou gelado.
rende: 4 porções

quinta-feira, 14 de junho de 2012

brownie mesclado com coco


Para mim a estrela dessa receita foi a misturinha de coco, tão simples e tão deliciosa que fiquei matutando outros usos para ela. Além de ter sido o marmorizado mais bonito que já fiz. Deveria ter tirado uma foto da assadeira para mostrar e guardar para a posteridade!
Bem, este brownie é um pouco diferente dos mais comuns, que são mais molhadinhos. Este é mais seco, lembra mais um bolo, mesmo. Confesso que prefiro esta versão, fica mais fácil de assar no ponto correto :p
Receita daqui.

 xícara leite condensado
 xícara coco ralado, sem adição de açúcar
1 clara
1 colher (chá) baunilha
¾ xícara + 1 colher (sopa) açúcar
½ xícara manteiga
170g chocolate meio-amargo, picado
3 ovos
 xícara farinha de trigo
½ colher (chá) fermento em pó
pitada de sal


Pré-aqueça o forno a 180ºC. Unte uma forma quadrada de 20cm, forre com papel alumínio, deixando uns 5cm do papel para fora da forma, e unte novamente o papel, ligeiramente. Numa tigela combine o leite condensado, coco ralado, clara, baunilha e 1 colher de sopa do açúcar, misture bem, e reserve. Coloque em banho-maria a manteiga e chocolate picado, até derreter. Uma vez derretido, retire a tigela do fogo e deixe esfriar um pouco. Adicione o restante do açúcar, mexa bem. Em seguida coloque os ovos, um a um, mexendo bem após cada adição. Por fim, coloque a farinha, fermento e sal, previamente combinados. Mexa somente até incorporar a farinha. Coloque um terço da massa na forma preparada, espalhe bem, com uma colher de sobremesa coloque colheradas da mistura de coco sobre a massa de chocolate, deixando uns 3cm de distância entre uma colherada e outra. Cubra com o restante da massa de chocolate e novamente espalhe a mustura de coco às colheradas. Usando uma faca de mesa, vá mesclando suavemente a mistura de coco, até obter o efeito visual marmorizado. Leve ao forno por 35-40min, ou até um palito sair ligeiramente seco. A textura deste brownie se assemelha mais a um bolo normal do que aos brownies mais úmidos. Espere esfriar sobre uma gradinha, desenforme e corte em quadradinhos.

quinta-feira, 7 de junho de 2012

pão preto


Posso dizer que pão preto é meu preferido do momento - macio, complexo, vai bem com acompanhamentos doces e salgados, e sobretudo é gostoso purinho, mesmo. E todos os pães que preparei recentemente achei que ficaram muito, muito bons, portanto, é chover no molhado dizer que gostei mais de um que de outro. Por ora vou testando diferentes receitas, até formar meu time particular dos pães preferidos, até lá vou compartilhar aqui os casos de sucesso da minha "padaria caseira". Receita desse livro.

2 ¼ xícaras (200g) farinha de centeio
2 ¾-3¼ xícaras (440-515g) farinha de trigo para pães
¾ xícara farelo de trigo (usei farinha integral)
2 colheres (sopa) cacau em pó
1½ colher (chá) alcaravia (kümmel), esmagadas
1 colher (chá) erva-doce, esmagadas
1 colher (chá) sal
1 colher (chá) açúcar
2 ¼ colheres (chá) fermento biológico seco
1 ½ xícara água
1 colher (sopa) vinagre de vinho tinto (usei de maçã)
3 colheres (sopa) melado de cana
4 colheres (sopa) manteiga sem sal

Misture a farinha de centeio e cerca de 2 ¾ xícaras de farinha de trigo. Numa tigela grande misture o farelo de trigo, cacau, alcaravia, erva-doce, sal e açúcar, mexa bem, coloque o fermento e misture. Adicione 1 xícara da mistura de farinhas e mexa novamente. Numa panelinha coloque a água, vinagre, melado e manteiga e leve ao fogo para aquecer, deixe morno e a manteiga não precisa derreter, basta ficar amolecida. Adicione esta mistura líquida à tigela com o farelo de trigo e mexa. Coloque a mistura de farinha restante, e vá sovando a massa, adicionando a farinha de trigo restante. Sove por uns 15min. Coloque numa tigela untada com óleo, cubra e deixe num local morno e sem ventilação por 45-60min, ou até dobrar de volume. Passado o tempo, coloque a massa numa superfície enfarinhada, retire o ar da massa e sove por 1 min. Divida a massa em duas partes, forme uma bola de 15cm com cada parte e coloque sobre duas formas redondas de 20cm untadas com manteiga. Cubra com pano de prato e deixe crescer por mais 40-45min. Enquanto isso pré-aqueça o forno a 180ºC. Asse por 45min. Deixe esfriar sobre uma gradinha.
rende 2 pães médios. Fiz meia receita acima.

segunda-feira, 4 de junho de 2012

chai biscotti



Se você gosta de um doce bem "temperadinho", cheio de especiarias que é a cara desse tempinho frio, chega mais que tenho uma ótima receita. Se você não conhece, aqui está uma oportunidade, e se você conhece e não gosta... deixa que eu fico com a sua parte!
Cada vez que provo uma nova combinação de biscotti fico mais encantada com o biscoito e penso porque demorei tanto tempo para começar a prepara-lo na minha cozinha. Gostei muito do resultado, pretendo repetir em breve e fico feliz que a Quéroul também tenha gostado ;)
Receita daqui.

2 xícaras farinha de trigo
1 xícara açúcar
½ colher (chá) fermento em pó
½ colher (chá) bicarbonato de sódio
¼ colher (chá) sal
½ colher (chá) cardamomo em pó
¼ colher (chá) gengibre em pó
¼ colher (chá) pimenta-da-jamaica
¾ colher (chá) canela em pó
¼ xícara chai, frio (receita abaixo)
1 ovo + 1 clara
1 colher (sopa) leite
1 colher (chá) baunilha
½ xícara amêndoas, picadas 
½ xícara chocolate meio-amargo e ao leite, misturados (usei gotas)

Numa tigela grande misture a farinha, açúcar, fermento, bicarbonato, sal, cardamomo, gengibre, pimenta-da-jamaica e canela. E outra tigela misture o chai, ovo, clara, leite e baunilha. Aos poucos adicione a mistura líquida aos ingredientes secos, até formar uma massa homogênea. Adicione as amêndoas, chocolate e misture. Cubra e leve à geladeira por 1 hora. Pré-aqueça o forno a 180C. Retire a massa da geladeira, divida em duas partes, e coloque sobre uma superfície enfarinhada, formando duas toras de uns 10cm de largura. Coloque as toras de massa numa assadeira grande forrada com papel manteiga, deixando espaço de uns 7cm entre elas. Asse por 20-25min, ou até dourar ligeiramente e ficar macia quando pressionada com o dedo (mais ou menos como fica um bolo assado). Retire do forno e deixe esfriar um pouco, o suficiente para conseguir manusear o biscoito. Faça cortes diagonais, usando uma faca serrilhada de 1cm. Disponha as fatias sobre a assadeira e leve novamente ao forno por 6-9min de cada lado. Deixe esfriar completamente sobre uma gradinha.





Para o chai:
1 xícara água
2 saquinhos de chá preto
3 cravos-da-índia
1 pau de canela
2 bagos de cardamomo, abertas e com as sementes raspadas
1 pedaço de gengibre descascado, mais ou menos 2 cm
1 xícara leite
açúcar a gosto
Na panela coloque a água, chá, cravo, canela, cardamomo e gengibre. Aqueça em fogo médio, deixe ferver por 5mim. Em seguida adicione o leite e açúcar, mexa e espere abrir fervura. Desligue e coa.