11.4.18

bolo de cenoura


Minha mãe acha um espanto eu não ter decorado uma única receita de bolo, em minha defesa digo que tenho péssima memória. Fato: ter péssima memória traz muitas vantagens, a melhor delas é quase não guardar rancor, porque eu simplesmente esqueço a maioria das coisas desagradáveis. Para todas as outras eu uso agenda, câmera fotográfica e às vezes este blog. Esta receita não tem novidade nenhuma, é o mesmo bolo maravilhoso que todos conhecemos, apenas a receita ficará melhor guardada aqui do que no meu caderninho que já está se desmanchando...

3 cenouras médias
4 ovos
1 xícara óleo vegetal
1 colher (chá) baunilha
2 xícaras farinha de trigo
2 xícaras açúcar
1 colher (sopa) fermento em pó

Pré-aqueça o forno a 180ºC. Unte e enfarinhe uma forma de furo central de 25cm de diâmetro. Descasque as cenouras e corte em rodelas de 3cm. Coloque no liquidificador as cenouras, ovos, óleo e baunilha, bata por 1 min, ou até formar uma pasta homogênea. Numa tigela grande coloque a farinha e açúcar, despeje a mistura na tigela e mexa até formar uma massa lisa (se as cenouras forem um pouco maiores que "média", a massa ficará líquida demais, neste caso adicione partes iguais de farinha e açúcar para engrossar a massa). Por fim, junte o fermento. Massa na forma, forma no forno. Asse por uns 40-45min, ou até passar no teste do palito.
Use sua calda de chocolate preferida.

3 comments:

  1. Eu para algumas coisas tenho memória de galinha, já para outras nunca me esqueço!
    E um bolinho bom destes é mesmo melhor guardar para nunca esquecer. Adoro muito bolo de cenoura com calda de chocolate :)
    Acho que você vai adorar o livro The Natural Baker, fica a dica.
    Um beijinho.

    ReplyDelete
  2. Oi Tati, que delícia de receita!!! Eu ADORO bolo de cenoura!!! Minha mãe fazia muito quando eu era criança e era um dos meus preferidos!!! Demorei para conseguir fazer um bolo de cenoura fofinho e sem embatumar!!! Ah quanto a memória sou bem diferente, meu marido fala que eu tenho gigabytes infinito, sou capaz de lembrar coisas que me aconteceram na adolescência com riqueza de detalhes, e guardo rancor de algumas poucas pessoas ... rs

    ReplyDelete
  3. olá gostei muito do seu blog!

    ReplyDelete