21.9.18

bolo salgado de couve-flor


A vida do lado de cá da tela anda uma bagunça, minha cabeça que já é desgraçada por natureza está um turbilhão. Tanto que esqueci completamente deste blog, só lembrei quando vi umas fotos de comida perdidas pelo celular. Fiz este bolo mês passado, fica delicioso e absurdamente aromático. Vai bem com uma salada de folhas para uma refeição meatless. Receita do livro Plenty More, do Yotam Ottolenghi

bolo salgado de couve-flor
1 couve-flor, só os floretes (cerca de 450g)
1 cebola roxa média
75ml azeite
½ colher (chá) alecrim, picadinho
7 ovos
½ xícara folhas de manjericão, picadas
1 xícara farinha de trigo peneirada (meça depois peneire)
1½ colher (chá) fermento em pó
¼ colher (chá) cúrcuma
150g queijo parmesão, ralado no ralo grosso
1 colher (sopa) sementes de gergelim branco
1 colher (chá) sementes de gergelim preto
sal e pimenta-do-reino

Pré-aqueça o forno a 180ºC.
Cozinhe a couve-flor até ficar bem macia, deixe esfriar. Corte quatro rodelas da cebola e reserve. Como restante pique grosseiramente, e coloque numa panela, juntamente com o azeite e alecrim, cozinhe em fogo médio até ficar macia, deixe esfriar. Numa tigela grande coloque a cebola com o azeite, ovos e manjericão, misture bem, então junte a farinha, fermento, cúrcuma queijo, 1 colher (chá) de sal e pimenta-do-reino, misture até ficar homogêneo. Por fim coloque a couve-flor, misture cuidadosamente para não quebrar os floretes.
Prepare a forma: unte levente uma forma redonda de 25cm (usei uma retangular pequena), forre com papel manteiga e espalhe manteiga generosamente pelo papel, por fim salpique a misture de gergelim no fundo e laterais da forma. Forrar com papel é indispensável, o bolo gruda totalmente. O gergelim no fundo deixa um crocantinho bom, constratando com a maciez do bolo.
Coloque a massa na forma preparada, por cima espalhe os anéis de cebola. Leve para assar por quarenta e cinco minutos, até dourar e um palito sair seco quando inserido no centro da forma. Retire do forno e deixe esfriar por meia hora antes de desenformar. Sirva morno, quente ou frio - eu gostei mais em temperatura ambiente.

No comments:

Post a Comment

Note: Only a member of this blog may post a comment.