segunda-feira, 18 de maio de 2015

croquetes de atum e batata doce


Pronto. Começou a fase da Clara ficar enjoada para comer. Primeiro achei que foi o frango, troquei por carne bovina e nada, depois pensei no arroz com feijão, troquei por noodles com vegetais e ela só queria o macarrão chinês - tudo bem, tinha brócolis junto, não custa nada oferecer, né? Depois achei que o problema era com os dentes, os dois caninos superiores descendo juntos, talvez doesse para mastigar. Voltei para os purês, ela ama batata-doce, parece uma marombeira. Então se quer batata-doce que tenha batata-doce! Eu almoço junto com ela, e nos últimos tempos almoço os restos dela (não é tão ruim como parece, já perdi 3kg). Aí quis variar no preparo do tubérculo, e como estou descobrindo este maravilhoso livro encontrei estes bolinhos, tão fáceis de fazer, a bebéia gostou de comer com a mão mergulhando na maionese de limão delícia. Omiti o parmesão e fiz no forno. Receita daqui.

500g batata-doce descascadas e cortdas em pedaços grandes*
2 dentes de alho, sem casca
185g atum drenado**
3 colheres (sopa) queijo parmesão ralado (não coloquei)
1 colher (sopa) salsinha picada
3 colheres (sopa) farinha integral
1 ovo, levemente batido
75g farinha de rosca para empanar (uso panko)
2 colheres (sopa) azeite

Cozinhe a batata e o alho até ficar bem macia, deixe secar bem, se for necessário coloque numa panela seca até sugar todo o líquido. Amasse tudo. Misture o atum, parmesão e salsinha ao purê de batata (se quiser amasse junto o alho, eu preferi deixar de fora). Faça bloquinhos de uns 7cm de comprimento. Passe pela farinha, ovo e farinha de rosca para empanar, leve à geladeira por 1 hora. Frite no azeite, ou leve ao forno também em forma untada com azeite, até dourar - eu fiz assado. Sirva com maionese de ervas frescas (à sua escolha), ou de limão: misture maionese, suco e raspa de limão siciliano, sal e pimenta-do-reino.
rendeu: 19 bolinhos

*coloquei 400g de batata, porque uma lata de atum drenado** tem 130g.