quinta-feira, 25 de abril de 2013

pão integral com aveia e melado


Havia dado um tempo nos pães por aqui, quer dizer, fazia somente aqueles que exigem sova mínima (aquela técnica ótima de sovar a massa por uns 10 segundos a cada 10min, repetindo 4-5 vezes), ou comprava pronto. Comprar pronto estava se tornando um desperdício: metade do pacote no lixo, mofado, sem ninguém ter se interessado por ele. Com pães caseiros isso não acontece, seu sabor e o respeito pelo trabalho que tive para fazer impedem que eles se estraguem pelo tempo.
Sentia falta era de sovar pão, as dores nas costas esporádicas pelo sétimo mês de gravidez me tiram o ânimo de passar dez minutos me entretendo com a sova da massa. Até que um dia, lendo mais um capítulo de um livro que adoro e releio sempre, o desejo de sovar massa falou mais alto que o medo das dores lombares, transcrevo um trecho: "(...) não há provavelmente tratamento quiroprático, exercício de ioga, hora de meditação que a deixe mais vazia de pensamentos ruins do que a cerimônia caseira de fazer pão.". Isto foi suficiente para me animar a escolher uma receita, ir para a cozinha e aproveitar uma tarde ensolarada de outono concentrada e tranquila fazendo pão caseiro. M.F.K. Fisher entende das coisas :) Receita daqui.

1¼ xícara água fervente
1 xícara aveia (usei flocos graúdos)
¼ xícara melado (na receita original vai mel)
1½ colher (chá) sal
2 colheres (sopa) manteiga, picada em cubos
1 xícara farinha de trigo integral
1 ⅔ xícara farinha de trigo branca (usei orgânica, dá melhores resultados)
¼ xícara leite em pó desnatado (usei integral)
½ xícara nozes ou pecãs (opcional)
2 colheres (chá) fermento biológico seco

Misture água fervente, aveia, melado, sal e manteiga, espere amornar. Numa tigela grande coloque as farinhas, leite em pó, nozes e fermento. Não coloque toda a farinha branca de uma vez, vá adicionando aos poucos na sova, às vezes não é necessário usar toda a farinha para a massa ficar lisa.
M.F.K. Fisher ensina a sovar:
"Amassar pão significa pressioná-lo ritmicamente com as palmas e os dedos de cada mão, num movimento suave de vaivém, virando a massa sobre si mesma a cada empurrão, dobrando-a de leve, empurrando, pressionando. É um ritmo calmante, musical. Em 8 ou 10 minutos, quando a massa parecer lisa como seda, você pode parar."
Coloque a massa na tigela, levemente untada com óleo, cubra com filme plástico e deixe descansar num local morno e sem ventilação por 1 hora. Passado o tempo, unte uma forma de bolo inglês (23x10cm) com manteiga. Abra a massa sobre uma superfície enfarinhada, forme um retângulo, dobre-o como uma carta comercial, e enrole massa, deixando as dobras para baixo coloque na forma. Cubra novamente com filme plástico e deixe descansar pela segunda vez, por aproximadamente 1h30. Perto de vencer este tempo, pré-aqueça o forno a 180ºC, e asse por 45min. Se necessário, cubra a forma com papel alumínio após 20min, para não queimar a superfície do pão.


13 comentários:

  1. Parece-me delicioso esse pão!
    beijinhos e um bom dia :)

    ResponderExcluir
  2. Um pão mesmo á minha medida.
    Ja´me servia dumas fatias...
    bjs

    ResponderExcluir
  3. Tati,

    Quando vi o título fiquei pensando: será o pão da King Arthur? E não é que é! rsrs. Já fiz este pão duas vezes e nunca pude postar a receita, porque alguém o desfigurou antes das fotos. O seu ficou tão perfeitinho! rsrs.

    Beijoca

    ResponderExcluir
  4. ai, pãozinho. pãozinho, e boa mamãe ;)

    ResponderExcluir
  5. O pão ficou lindo!!!
    Eu tb não tenho tido muita vontade de fazer quase nada ou nada!!!!
    Tenho tido muito sono!!!
    Amei a receita!!!

    Bjs...

    ResponderExcluir
  6. Pão integral é tudo de bom. Mas sinceramente eu dispneso o sovar a massa por muito tempo hein. A mfp quebra um galhão pra isso. Mas é uma terapia fazê-los não é?

    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Que pão lindo Tati!
    Imagino a terapia mesmo no sétimo mês de gravidez, sabe sempre bem :)
    Ficou com um interior perfeito.
    Um beijinho querida.

    ResponderExcluir
  8. Moral da história: fazer pão é uma ótima terapia. :)
    E que belo pão, podes continuar!!

    Jota
    http://searchncook.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  9. parabéns...pelo niño que se espera. beijos e sejas feliz

    ResponderExcluir
  10. Meu deus, deve ficar muito bom mesmo.

    ResponderExcluir
  11. Oi Tati valeu à pena ler esta frase, pois resultou neste lindo e apetitoso pão.O sétimo mês de gravides é realmente muito dificil.Parece que nosso corpo não nos pertence mais.Que suas dores diminuam e corra tudo bem em seu parto.Beijos querida, tudo de bom.

    ResponderExcluir
  12. Hummmm que aspecto delicioso. Levo a receita comigo, sim??
    Beijos

    Ana Mafalda

    ResponderExcluir
  13. Olá
    Sou fã dos teus pães. Preparei essa receita e ficou incrível.
    Postei no meu blog com os devidos créditos. ok?
    http://www.melepimenta.com/2014/09/pao-integral-com-aveia-e-melado.html

    Abraço

    ResponderExcluir