terça-feira, 1 de dezembro de 2015

gelato de ameixa seca



Quem viveu os anos 80 provavelmente se lembra daquela febre de pózinhos para sorvete, emulsificante e liga neutra para fazer vários e coloridos sorvetes na batedeira. Minha mãe aderiu à moda e o armário era cheio desses potinhos, tanto que até hoje quando boto os pés na Central do Sabor é esse cheiro de mistura em pó para sorvete que sinto primeiro. Mas havia uma receita que era da minha avó de sorvete de ameixa seca que era minha preferida, não tinha nada desses produtos artificiais. Achei que este gelato da Marcella Hazan é parecido com aquele sorvete que comia na infância, mesmo que a lembrança seja um tanto confusa, de todo modo um sorvete com apenas 3 ingredientes é muito melhor que todos aqueles pózinhos mágicos que fazem sorvete. E não é só isso! Esta receita não requer sorveteira, se quiser pode passar a mistura por ela, mas não é necessário. Receita daqui.

14-18 ameixas secas sem caroço (as minhas eram tão pititicas que usei 20)
2 colheres (sopa) açúcar cristal
½ xícara creme de leite fresco

Numa panela coloque as ameixas, 1½ xícara de água e o açúcar, leve para ferver por 10 a 15 minutos. Deixe esfriar na panela. Passe as ameixas pelo processador e quando estiverem trituradas coloque a água do cozimento e bata até formar uma polpa. Bata o creme de leite até ficar cremoso, com a consistência de uma coalhada seca, incorpore a ameixa ao creme de leite e mexa delicadamente. Coloque num pote e leve ao freezer. Se preferir, guarde na geladeira por algumas horas e depois passe pela sorveteira, conforme intruções do fabricante.