domingo, 16 de novembro de 2014

massa básica de pizza


De uns tempos pra cá comecei a desgostar de pizza. Não importava a pizzaria, o preço, a oferta durante a semana, os sabores, todas tinham o mesmo problema: chegavam cruas no centro, cruas de raspar o garfo e sair massa. Aquilo tirava completamente minha vontade de comer: aquela borda queimada e crua no centro. Pedia com massa fina, não adiantava, escolhia um sabor que não levasse molho de tomate na base, o mesmo problema. Dizem que SP é a cidade onde tem a melhor pizza do país, então, tenho medo de saber como é em outros lugares. Bom, o jeito foi procurar receitas, algumas ficavam boas de primeira, depois eu repetia e não tinha o resultado esperado, até encontrar esta, definitiva, especialmente se você gostar de uma massa grossa, macia, que parece um pãozinho. Descobri uns 3 aos atrás, nem sei porque não postei antes aqui. É fácil de fazer, dá para organizar o tempo sovando a massa e durante a fermentação fazer um molho de tomate caseiro e outros recheios. Nesta aqui tem atum enlatado (meu preferido), e de frango para o marido, eu cozinho um pedaço de peito de frango, desfio e misturo algumas colheradas do molho.

½ xícara água morna
2 ½ colheres (chá) fermento biológico seco
4 xícaras farinha de trigo (aproximadamente)
1 ½ colheres sal
1 ¼ xícara água, temperatura ambiente
2 colheres (sopa) azeite

Misture a água morna e o fermento numa tigela grande. À parte misture a farinha e o sal. Adicione a água fria à água morna, coloque o azeite e a farinha aos poucos. Sove por uns 5min, ou até a massa ficar macia. Coloque na tigela untada com óleo, cubra com papel filme, um pano de prato por cima e deixe num local morno e sem corrente de ar por 1h30, ou até dobrar de tamanho. Passado o tempo, retire a massa da tigela, amasse para sair o ar e abra a massa com o rolo, dando o formato de sua preferência.
Esta quantidade de massa rende 2 pizzas grandes.
Use bastante fubá para polvilhar a assadeira, assim a pizza não gruda.