quinta-feira, 26 de janeiro de 2017

panna cotta de chocolate


Acontece muito por aqui: um ingrediente comprado para uma receita específica vira outro prato que nem estava planejado e eu acho a mudança de planos muito boa. Desta vez foi a garrafinha de creme de leite, adquirida ainda no ano passado, que prometia virar sorvete de flocos, ainda mais depois da última decepção com sorvete industrializado. O sorvete não rolou, preguiça, freezer cheio de forminhas de picolé de frutas que faço para a Clara e outras coisas. Aí viramos os ventos para a panna cotta, que achei bem por acaso enquanto salivava por uma foto de bolo de chocolate e a receita estava na página ao lado. Mudança bem certeira, fiz a panna cotta em dez minutos, deixei o marido - que gosta de sobremesas para comer de colher - bem contente, eu fiquei contente e sei que o sorvete será feito em breve. Na receita apenas aumentei a medida de açúcar, para o mesmo marido que gosta de doces mais doces, mas eu achei que passou da conta na doçura ;)
Receita do livro Apples for Jam, da Tessa Kiros.

2 colheres (chá) gelatina em pó sem sabor
½ xícara açúcar - receita original pede ¼
½ xícara chocolate meio-amargo picado, usei gotas
1 xícara leite
2 xícaras creme de leite
1 colher (sopa) cacau em pó, peneirado

Numa tigelinha coloque ¼ xícara do leite e salpique a gelatina por cima, misture e reserve. Numa panela coloque o leite restante, açúcar, chocolate, creme de leite e cacau, misture bem e leve ao fogo, mexendo até tudo se dissolver e ficar um mistura homogênea. Deixe no fogo até aparecer as primeiras bolhas de fervura. Desligue o fogo e coloque um pouco da mistura sobre a gelatina hidratada, misture bem e devolva a mistura à panela, mexa de vez em quando, até a gelatina ficar bem incorporada, e então distribua o líquido em potinhos, deixe esfriar, cubra com plástico filme e leve à geladeira até firmar, ou por uma noite.

quinta-feira, 19 de janeiro de 2017

frango assado com especiarias


Hoje trago outra receita que fiz no ano passado e gostei muito. Normalmente não faço frango assado em casa, e nem é por não gostar - inclusive adoro - é porque, como já comentei outras vezes, meu freezer é pequeno e prefiro utilizar o espaço com pequenas porções. Mas isso acaba sendo uma desculpa, pois poderia muito bem me planejar, comprar o frango degelado e prepará-lo no dia seguinte, não é mesmo? Esta receita me ganhou pelas especiarias e por ser uma versão whole chicken do tikka masala, prato que eu tanto amo. Se você não tiver todas as especiarias em grãos, ou for difícil triturá-las, acredito que usar as versões em pó não vai alterar muito o sabor o prato. Este frango eu servi apenas com batatas e cenouras salteadas, e também rende ótimas sobras para os dias seguintes - se sobrar, é claro. Receita do livro Made in India, da Meera Sodha.

1 colher (sopa) sementes de cominho
¾ colher (sopa) sementes de coentro
5cm pau-de-canela, ou 1 colher (chá) canela em pó
5 cravos
1 colher (chá) grãos de pimenta-do-reino preta
50g amêndoas moídas
¼ colher (chá) cúrcuma
4 colheres (sopa) iogurte natural integral
1 ¾ colher (chá) sal
¼ cebola média, ralada
3 dentes de alho, ralados
1 frango, cerca de 1,75kg

Numa frigideira coloque as sementes de cominho e coentro, leve ao fogo e deixe tostar levemente, até liberar os aromas. Coloque as sementes, canela, cravos e pimenta num pilão, ou moedor de café até ficar tudo triturado (não é necessário pulverizar). Coloque as especiarias numa tigela e junte o amêndoa, cúrcuma e iogurte, misture bem. Misture a cebola, alho e sal, e junte às especiarias. Pegue uma assadeira aonde o frango ficará e forre com papel alumínio. Espalhe a marinada sobre todo o frango, esfregando bem. Cubra com papel alumínio e deixe marinando por no mínimo 1 hora, no máximo 12 horas.  Pré-aqueça o forno a 200ºC, e coloque o frango ainda coberto para assar por 1 hora, passado o tempo, descubra e asse por mais 20 minutos, ou até ficar bem dourado no topo. Teste com um garfo, que deverá encontrar um pouco de resistência quando inserido no frango quando este estiver cozido.

quinta-feira, 12 de janeiro de 2017

muffins de chocolate


Olá, pessoas! Feliz 2017 para todos! Por aqui as festas de final de ano foram bem atípicas, todo mundo ficou doente por algum período, internações, medicamentos, etc. Nada de grave em nenhum dos casos, mas são coisas da vida, o mais importante é que todos estamos juntos e o resto a gente leva como dá.
Bom, pelo dito acima, pelo calor, pela minha preguiça e falta de apetite não tenho ligado o forno para fazer bolos, bolachas e talz. Estes muffins são do ano passado, fiz para a Clara levar de lanche, a bichinha devorou praticamente sozinha a fornada toda! Felizmente a APLV dela está mais branda e agora ela come baking com manteiga sem problemas - o chocolate que uso é sem leite. Ficaram maravilhosos, muito macios, úmidos e veja só: suja apenas uma panela! 
Receita do Short & Sweet, do Dan Lepard

½ xícara amido de milho
3 colheres (sopa) cacau em pó
½ xícara açúcar mascavo escuro - aperte na xícara para medir
1 xícara água, temperatura ambiente
5 colheres (sopa) manteiga, em cubos
116g chocolate meio-amargo, cortado em pedaços, ou gotas
⅓ xícara óleo de girassol
2 colheres (chá) baunilha
2 ovos
⅔ xícara açúcar
1 xícara farinha de trigo
2 ½ colheres (chá) fermento em pó

Pré-aqueça o forno a 180°C. Numa panela coloque o amido, cacau, açúcar mascavo e água, misture bem e leve ao fogo médio, mexendo sem parar até abrir fervura e engrossar. Retire do fogo e junte a manteiga e chocolate, mexa até o chocolate derreter e ficar homogêneo. Junte o óleo, baunilha e 1 ovo, mexa até incorporar. Em seguida coloque o ovo restante e o açúcar e mexa bem, até ficar uma massa lisa. Misture a farinha com fermento e coloque na panela, diretamente sobre a massa, mexa até combinar, não mexa demais, pois o muffin pode ficar duro. Coloque a massa nas forminhas e leve ao forno por 25 minutos, ou até um palito sair seco.
rende: 12 muffins, consegui 16.