30.8.17

molho romesco


Para variar encontrei este molho nas minhas andanças pelo instagram. É um molho tradicional espanhol, da região da Catalunha, mas sei que a receita que trago hoje não é das mais tradicionais, especialmente poque o romesco leva tomate, não tinha tomates em casa no dia, então escolhi uma receita sem eles. Em todo caso fica delicioso, um sabor adocicado dos pimentões assados, feito para acompanhar peixe e frango, porém ficou bom em tudo que experimentei: sanduíche, vegetais assados, com macarrão, com tortilla de batatas. Receita um tantinho adaptada do livro Small Victories, da Julia Turshen.

molho romesco
2 pimentões assados
¼ xícara amêndoas
1 dente de alho pequeno
1 xícara croutons
1 colher (chá) vinagre de jerez (ou de vinho tinto)
1 colher (chá) páprica defumada
3 colheres (sopa) azeite
sal e pimenta-do-reino

Corte os pimentões ao meio, retire as sementes e leve para assar numa assadeira forrada com papel alumínio, deixe o lado da pele para cima. Se o seu forno tiver grill ligue-o e deixe até a pele no pimentão ficar torrada, se não, asse normalmente até o pimentão ficar bem macio. Retire do forno e coloque os pimentões dentro de um saco plástico, assim formará vapor e ajudará a tirar a pele facilmente assim que esfriar. No processador de alimentos coloque as amêndoas e o alho e pulse algumas vezes para quebrar, coloque os pimentões cortados em pedaços grandes, croutons, vinagre, páprica, azeite, sal e pimenta. Processe até formar uma pasta, se preferir deixe o molho com alguma textura e apenas pulse o processador até atingir a textura desejada (eu prefiro mais pastoso). Guarde em geladeira por até uma semana.

23.8.17

pão multigrãos


Por falta de prática meus pães integrais não ficam grande coisa, o sabor é bom mas a textura é sempre esquisita, endurece rápido ou fica quebradiço. Ainda assim é melhor que os pães do saco plástico, que tem aquela textura borrachuda e gosto de coisa alguma. A situação parece ter mudado desde que achei esta receita, o pão ficou macio, fácil de cortar, com o sabor complexo e dá para variar os grãos, desta vez fiz conforme a receita, mas já pensei em utilizar chia, gérmen de trigo, quinua em flocos, gergelim, etc. Receita do site da Martha Stewart.

pão multigrãos
1 colher (sopa) + 1 ½ colher (chá) fermento biológico seco
2 xícaras água morna
3 colheres (sopa) + 2 colheres (chá) mel
4 colheres (sopa) manteiga derretida (meça depois derreta)
3 xícaras farinha de trigo integral
3 xícaras farinha de trigo refinada
1 xícara farinha de centeio
1 colher (sopa) sal marinho
⅓ xícara trigo para quibe
½ xícara aveia em flocos
¼ xícara semente de linhaça
¼ xícara semente de girassol

Hidrate o trigo para quibe em ½ xícara de água morna e deixe por 20 minutos. Numa tigela grande coloque ½ xícara de água morna, salpique o fermento por cima, adicione 2 colheres de chá de mel e aguarde 5 minutos. Passado o tempo junte a manteiga, 1 ½ xícara de água morna e as 3 colheres de sopa de mel. Em outra tigela misture as farinhas e o sal. Coloque 3 xícaras da farinha na tigela e misture bem, até a farinha ser absorvida. Junte o trigo para quibe hidratado, aveia, linhaça e semente de girassol, misture bem e adicione a farinha restante, aos poucos, sovando bem a massa. Sove por 5 a 10 minutos. Cubra e deixe num lugar sem corrente de ar por 1 hora. Unte duas formas de bolo inglês de 23x10cm. Passado o tempo, retire o ar da massa, divida em dois. Com cada metade, abra massa no formato de um retângulo, dobre a massa em três - como se fosse uma carta comercial - enrole a massa, apertando bem, do tamanho do comprimento da forma retangular. Coloque a massa na forma, cubra novamente e deixe crescer por 45-60 minutos. Enquanto isso pré-aqueça o forno a 200ºC. Antes de colocar as formas no forno, borrife água sobre a massa e espalhe um pouco de aveia em flocos por cima. Asse por 45 minutos aproximadamente, ou até dourar a superfície e ouvir um som oco quando bater no fundo da forma. Espere amornar antes de desenformar.
rende: 2 pães

18.8.17

biscoitinhos de limão siciliano


No período que fiquei sem postar no blog fiz pouquíssimas receitas inéditas, o que me fez pensar se o blog era minha motivação para buscar coisas diferentes. E uma dessas poucas inéditas foi este biscoitinho de limão, sempre passava reto por alguma receita  de biscoitinho contendo cream cheese na massa e dessa vez resolvi preparar - decerto devia ter limões sicilianos sobrando na geladeira na época 😊
Receita do livro The Complete Tassajara Cookbook.

biscoitinhos de limão siciliano
biscoito:
¾ xícara manteiga
⅓ xícara cream cheese
¾ xícara açúcar
1 ovo
1 colher (sopa) raspas de limão siciliano
1 colher (sopa) suco de limão siciliano
1 colher (chá) fermento em pó
¼ colher (chá) sal
2 xícaras farinha de trigo

glacê:
3-4 colheres (sopa) suco de limão siciliano
1 xícara açúcar de confeiteiro, peneirado
½ xícara nozes ou amêndoas, finamente picadas

Pré-aqueça o forno a 180ºC. Bata a manteiga, cream cheese e açúcar até ficar fofo, então coloque o ovo, raspa e suco de limão. Peneire o fermento, sal e farinha e coloque na mistura de manteiga, bata até formar uma masa homogênea. Coloque a massa na geladeira, embulhada em filme plástico, por 1 hora, para facilitar na hora de moldar as bolachinhas. Faça bolinhas com a massa, mais ou menos uns 2,5cm, se quiser achate levemente as bolinhas. Coloque as bolinhas numa assadeira forrada com papel manteiga (papel alumínio também funciona). Leve para assar por uns 12-15 minutos, ou até as bordas ficarem ligeiramente douradas. Transfira os biscoitinhos para uma gradinha e deixe esfriar completamente.
Para fazer o glacê basta misturar o suco de limão com o açúcar de confeiteiro, deve ficar com a consistência de um creme um pouquinho espesso. Coloque o suco de limão os pouquinhos para não perder o ponto, se ficar muito ralo adiocione mais açúcar.
Espalhe o glacê por cima de cada biscoitinho, em seguida salpique com as nozes (ou amêndoa) picadas, coloque enquanto o glacê estiver úmido, para aderir bem quando ele secar.
rende: cerca de 3 dúzias

6.8.17

bolo invertido de peras com cacau e castanha-do-pará


Não faço muitos bolos invertidos, pura preguiça, acho que este passo a mais de preparar a fruta, fazer a caramelização e ainda me ocupar do bolo... acho maçante. Mas desta vez mudei de ideia assim que vi a foto do bolo na revista e quando li o modo de fazer vi que era bem molezinha. Na receita original pede farinha de avelãs, que não tenho em casa e nem tinha  intenção de adquirir, mas tinha bastante farinha de castanha-do-pará e tive uma lembrança do passado, quando minha avó fazia salame de chocolate no natal e sempre usava esta castanha - que fica uma combinação campeã com chocolate. Foi a melhor decisão, porque o bolo ficou bem macio e úmido, e pela oleosidade toda da castanha-do-pará diminuí a quantidade de manteiga, sem prejuízo no resultado final. Receita adaptada da Donna Hay Magazine.

bolo invertido de peras com cacau e castanha-do-pará
⅓ xícara (60g) açúcar mascavo
4-5 peras pequenas (cerca de 550g) - usei portuguesa
175g manteiga, picada em cubos (a receita original pede 250g)
1 xícara leite
2 ovos
⅔ xícara (160g) iogurte natural
1 ½ xícara (225g) farinha de trigo
¼ xícara (25g) cacau em pó alcalinizado, peneirado
1 ½ colher (chá) bicarbonato de sódio
1 ½ xícara (330g) açúcar
1 xícara (100g) farinha de castanha-do-pará

Pré-aqueça o forno a 160ºC. Unte uma forma redonda de 22cm* com manteiga e então forre o fundo e as laterais da forma com papel manteiga, deixando uns 5cm para fora da altura da forma. Descasque as peras e corte ao meio (no sentido do comprimento). Coloque cerca de 30g de açúcar mascavo num prato e passe a metade da pera pelo açúcar - do lado cortado para baixo. Aqueça uma frigideira em fogo alto e coloque as metades da pera na frigideira, com o lado empanado pelo açúcar para baixo, deixe por uns 5 min, ou até caramelizar e ficar um dourado escuro. Delicadamente coloque cada pedaço da pera na forma preparada, novamente deixando o lado cortado para baixo. Na mesma frigideira coloque o açúcar restante (e aquele que sobrou do prato também) e 25g de manteiga, misture bem até formar uma calda grudenta, cerca de 1-2 minutos, espalhe esta calda quente sobre as peras e reserve.
Agora o bolo: numa panelinha coloque a manteiga restante e o leite, leve para aquecer até a manteiga derreter completamente. Transfira para uma tigela grande, adicione o leite, iogurte, farinha de trigo, cacau, bicarbonato, açúcar e farinha de castanha. Mexa com um fouet até formar uma massa homogênea. Coloque a massa sobre as peras e leve ao forno por 1h25-1h30, ou até passar no teste do palito. Espere o bolo amornar antes de desenformar.
*usei uma forma de 20 cm, com 7 cm de altura, o bolo ficou um pouco alto, mas não vazou :)

2.8.17

sbiten - uma bebida russa bem delícia


Pois é, voltei. Desisti do blog, voltei atrás, deu vontade de voltar, a vontade passou, voltou... é, talvez esteja apenas com muito espaço mental livre para me ocupar do destino de um simples blog. Acho que estou repetitiva por aqui, mesmas histórias, receitas parecidas, mas né? Vamulá. 
Achei o sbiten bem por acaso no livro, é uma bebida de origem russa para dias frios, fica deliciosa servida bem quente; a wikipédia informa que há registros do sbiten a partir do século XII. Eu achei esta versão bem doce, descobri que os russos também adoçam bebidas com geleia, mas não tinha nenhuma em casa para experimentar na ocasião. Também pode ser adicionado bebida alcoólica, e eu que não sou chegada aos gorós, gostei bastante com um pouco de cachaça (o livro recomenda vodka ou conhaque, mas só tinha uma cachaça bem boa que eventualmente uso para cozinhar), achei melhor que a versão sem álcool porque ela ficou doce demais. Bom, sem mais delongas, a receita para aproveitar este fim de inverno! Receita do livro The Best Recipes in the World, do Mark Bittman.

sbiten
½ xícara açúcar
½ xícara mel
2 cravos
4 bagos de cardamomo
5-6 rodelas de gengibre
1 pau de canela
1 colher (chá) raspas de limão
1 colher (sopa) folhas de hortelã, picadas

Numa panela coloque todos os ingredientes em 1 litro de água, deixe em fogo médio até começar a ferver, assim que aparecer as primeiras bolhas nas laterais da panela desligue o fogo. Cubra e deixe descansar por 15-20 minutos. Passe pela peneira, reaqueça e sirva. Se quiser adicione ½ ou ¾ de xícara de vodka ou conhaque, logo antes da fervura. Guarde em geladeira e reaqueça quando servir.