quinta-feira, 27 de outubro de 2016

peixe com brócolis


Esta é uma receita bem simples, levinha e rápida que preparei num almoço para mim e para a Clara - que adorou o peixe, pois brócolis ela come desde sempre. Achei este molho tão delicioso e decidi postar aqui. Fica como sugestão para uma refeição rápida mas com cara de comida mais elaborada. Receita do livro Best of Bill (Granger).

1 colher (sopa) óleo de canola
4 colheres (sopa) gengibre fresco, cortado à Julienne ("palitinhos")
350g de filés de peixe branco (usei saint Peter), cortado em pedaços médios
8 talos de cebolinha picada
200g brócolis
2 colheres (sopa) molho de peixe, chamado nam pla (à venda em lojas de produtos orientais)
2 colheres (chá) açúcar
1 colher (chá) sal - ou a gosto
2 colheres (sopa) suco de limão
arroz branco, para servir

Aqueça uma frigideira grande - ou wok - coloque o óleo, em seguida coloque o gengibre e mexa bem por 1 minuto. Junte o  peixe e frite por mais 3 minutos, seguido da cebolinha, brócolis, molho de peixe, açúcar e sal e mexa tudo por cerca de 1 minuto. Desligue o fogo, coloque o suco de limão e sirva com o arroz.
serve: 2 porções.

quinta-feira, 20 de outubro de 2016

cheesecake de maracujá



Desde o último ano parei de reclamar do calor, do verão. Não que eu tenha aprendido a gostar do calor, longe disso, continua sendo a época do ano que eu menos gosto pelo tanto de desconforto que me causa. Simplesmente passei a achar meio ridículo ficar reclamando do clima - seja quente ou frio - algo meio aborrecido, coisa de quem não tem algo melhor para falar. Isso sou eu, ok? Quem quiser reclamar de: chuva-frio-calor-sol-neve-tempestade-furacão que o faça, eu apenas responderei com cara de paisagem. Bom, para esse clima de primavera com cara de verão, trago uma sugestão de sobremesa gelada com fruta tropical, quer coisa melhor para refrescar? Para a cobertura fiz curd de maracujá, do blog da Renata. Cheesecake um tanto adaptada do How to be a Domestic Goddess.

base:
140g bolacha maisena, triturada
¼ xícara manteiga, derretida

recheio:
500g cream cheese, temperatura ambiente
½ xícara açúcar
3 ovos + 2 gemas
¾ xícara creme de leite
suco de ½ limão
½ xícara polpa de maracujá

Pré-aqueça o forno a 160ºC. Misture a bolacha com a manteiga até formar uma farofinha. Com a mistura forre o fundo de uma forma redonda de 21cm. Embrulhe, por fora, o fundo da forma com 3 camadas de papel alumínio e coloque numa assadeira retangular alta, reserve. Aqueça cerca de 2 litros de água. Na batedeira coloque o cream cheese e bata até ficar cremoso, junte o açúcar, e os ovos e gemas, um a um, depois o creme de leite, o suco de limão e a polpa de maracujá. Não bata demais, pois o creme ficará muito aerado, e poderá quebrar a cheesecake quando assar. Coloque a mistura na assadeira preparada. Coloque a assadeira no forno (na grade do meio do forno), e cuidadosamente coloque a água fervente até, pelo menos, metade da assadeira, e deixe cozinhar em banho-maria por cerca de 1 hora, ou até a mistura parecer seca e balançar levemente. Se você não tiver um termômetro de forno, depois de 20-30min, deixe a porta do forno entreaberta, com o cabo de uma colher de pau segurando - é para ficar uma pequena fresta. Deixe esfriar completamente, cubra e leve à geladeira por uma noite. Para desenformar, passe uma faca sem ponta por toda a borda, para desgrudar. 

segunda-feira, 17 de outubro de 2016

ginger ale caseiro


Sempre tive muita vontade de experimentar ginger ale, ou refrigerante de gengibre. Até que achei uma lata da Canada Dry, numa lojinha no bairro da Liberdade, aqui em SP. Confesso que não gostei muito, não. Achei doce demais e sem o sabor de gengibre que eu esperava. Decidi partir logo para a versão caseira, e adorei a ideia de fazer meu próprio refrigerante, cada vez que misturava água com o xarope testava uma versão diferente, mais concentrada ou mais suave, dependendo do dia, do clima, do prato que comia junto. Enfim, gostei muito, e achei bem propício postar nestes dias de calor intenso que está por aqui. Receita do livro The Best Recipes in the World, do Mark Bittman.

¾ xícara gengibre, picado em rodelas
1 xícara açúcar
2 xícaras água
água com gás, para servir

Numa panela alta coloque o gengibre, açúcar e água, deixe em fogo médio até levantar fervura, abaixe o fogo e deixe por 10-15 minutos fervendo (fique atento pois a fervura sobe muito rápido, ou use uma panela grande e alta). Espere esfriar, coe e guarde na geladeira por até 2 semanas.
Para servir coloque 2 a 3 colheres (sopa) da calda de gengibre (depende do seu paladar), complete o copo com água com gás, gelo e rodelas de limão, se assim desejar.
Aqui em casa a quantidade de xarope rendeu 3 litros da bebida.

quinta-feira, 13 de outubro de 2016

(sanduíche de sobras de) meatloaf


Faz tempo que estava afim de comer meatloaf (ou bolo de carne), e procurando receitas dei de cara com uma foto linda de um sanduíche feito com sobras do meatloaf, resultado: fiquei com mais vontade do sandubão que do próprio! Para este prato fiz um catado de receitas de 3 livros, segui a receita de um, o modo de fazer de outro, o molho e o sanduíche do terceiro... e saiu este prato tão delicioso, que da próxima vez estou pensando seriamente em fazer uma porção maior para render mais sobras :)

meatloaf:
50g pancetta, picada (ou bacon)
1 cebola pequena, picadinha
1 dente de alho, esmagado
1 cenoura pequena, picadinha
2 talos de salsão, picados
600g carne moída (usei patinho)
3 colheres (sopa) salsinha, picada
2 ovos
¼ xícara leite
¼ xícara aveia, flocos finos 
sal e pimenta, a gosto

molho:
¾ xícara ketchup
¼ xícara açúcar mascavo
½ xícara vinagre branco, ou de maçã
pimenta-do-reino

Pré-aqueça o forno a 200ºC. Numa panela aqueça um fiozinho de óleo e frite a pancetta até dourar, em seguida refogue a cebola e o alho. Por fim, junte a cenoura e salsão e deixe por uns 5 minutos, até murchar bem. Desligue o fogo e deixe esfriar um pouco. Numa tigela grande coloque a carne moída, tempere com um pouco de sal e misture bem, em seguida coloque o refogado, salsinha e misture com um garfo. Então junte os ovos, misture, leite e aveia, mexa com o garfo. Acerte o sal e a pimenta. Para testar o tempero, se você não quiser provar a carne crua, coloque uma colher de chá da mistura num pires e leve ao microondas por 15 segundos e prove, para acertar o tempero. Coloque numa forma de bolo inglês (23x10cm) untada com óleo e aperte bem a mistura, para não formar bolhas. Prepare o molho.
Numa panelinha coloque todos os ingredientes e leve ao fogo baixo. Deixe ferver por 3 minutos e desligue.
Sobre a carne coloque ¼ do molho,espalhe bem e leve ao forno por 45 minutos. Passado o tempo, retire o meatloaf do forno, espalhe mais ¼ do molho, volte para o forno por mais 25 minutos. Retire do forno e sirva com o restante do molho.

sanduíche:
1 ou 2 fatias das sobras do meatloaf
1 pão de hamburger
1 fatia de queijo (usei emmental)
pepino em conserva
1 colher (sopa) molho do meatloaf
1 rodela de cebola, bem fininha

Ligue o grill do forno. Corte o pão e doure as metades numa frigideira. Forre uma assadeira com papel alumínio, disponha a(s) fatia(s) do bolo de carne, leve ao forno por 5 minutos, ou até dourar nas extremidades. Retire do forno, coloque a fatia de carne por cima, volte para o forno por mais 1 minuto. Monte o sanduíche com molho, picles e cebola. Nham!

quinta-feira, 6 de outubro de 2016

cobbler de amora


Mais uma sobremesa para aproveitar a época das amoras. E esta receita me ganhou pelo biscoito do topo, com a maravilhosa combinação de cardamomo e gengibre, que também casou muito bem com o azedinho das amoras. Receita do Bon Appétit Desserts.

recheio:
6 xícaras amora
¾ xícara açúcar
¼ xícara farinha de trigo
2 colheres (sopa) suco de limão

topo:
1 ½ xícara farinha de trigo
4 colheres (sopa) açúcar
2 colheres (chá) fermento em pó
1 colher (chá) cardamomo em pó
pitada de sal
6 colheres (sopa) manteiga, gelada e cortada em cubinhos
⅔ xícara creme de leite
2 colheres (sopa) gengibre picadinho (ou ralado)

Pré-aqueça o forno a 180ºC. Para o recheio: unte um refratário com capacidade para 2 litros. Misture numa tigela grande a amora, açúcar, farinha e limão. Reserve e mexa de vez em quando. Coloque a mistura no refratário.
Para o topo: misture 3 colheres (sopa) de açúcar, farinha, fermento, cardamomo e sal. Adicione a manteiga e mexa com a ponta dos dedos até formar uma farofinha fina. Misture o gengibre e coloque o creme de leite aos poucos e mexa com um garfo. Nesta etapa coloque o creme de leite aos pouquinhos - talvez não seja necessário usar tudo - até que forme uma mistura meio grudenta, mas não totalmente líquida. Coloque colheradas da massa sobre as amoras. Pincele um pouco de creme de leite por cima da massa e salpique o restante do açúcar. Leve ao forno por 45minutos, ou até as amoras borbulharem e a massa dourar.

segunda-feira, 3 de outubro de 2016

bolo de limão e tomilho


Este bolo está, com certeza, entre os melhores bolos de limão que já provei. Lembro desta receita quando assistia às inúmeras reprises do programa do Nigel Slater que passava, anos atrás, na televisão. Até que finalmente me dei conta que tinha a receita dele no livro. Desde então o bolo virou freguês aqui em casa. Na última vez que preparei, neste final de semana, a Clara cismou que queria me ajudar com o bolo, logo começou a empurrar a cadeira para a cozinha, afim de subir na cadeira e despejar colheres de farinha na batedeira. Eu acho muito divertida a iniciativa dela me ajudar na cozinha, e por isso, a massa do bolo bateu por muito mais tempo - até que ela terminasse de colocar toda a farinha - e isso resultou num bolo ligeiramente diferente das outras vezes que fiz, ficou bem mais macio. Sinceramente não sei qual versão que preferi: bater menos e ter um bolo mais esfarelento, ou bater bastante e ficar super macio. Talvez as duas, porque o sabor não se altera e o bolo é maravilhoso de todo jeito. Receita do Notes from the Larder: A Kitchen Diary with Recipes.

bolo:
150g manteiga, temperatura ambiente
200g açúcar
4 ovos grandes
100g farinha de trigo
100g farinha de amêndoas
½ colher (chá) fermento em pó
raspas de 1 limão siciliano
1 colher (chá) folhas de tomilho

calda:
4 colheres (sopa) açúcar
suco de 2 limões sicilianos
½ colher (chá) folhas de tomilho

Pré-aqueça o forno a 180ºC. Unte uma forma de bolo inglês (23x10cm) e forre com papel manteiga. Misture a farinha de trigo, farinha de amêndoas e fermento, reserve. Passe no pilão as raspas do limão e as folhinhas de tomilho. Na batedeira coloque a manteiga e açúcar, bata até formar um creme fofo e claro. Adicione os ovos, um a um. Em seguida coloque a mistura de farinhas, aos poucos. Bata até incorporar bem. Por último a raspa de limão com o tomilho, bata para misturar bem. Coloque a massa na forma preparada, nivele com uma colher e asse por 45 minutos, ou até um palito sair limpo.
Enquanto o bolo assa, prepare a calda.  Numa panelinha coloque todos os ingredientes, mexa até o açúcar dissolver. Deixe ferver uns minutinhos.
Assim que o bolo sair do forno coloque sobre uma gradinha para esfriar. Fure o bolo diversas vezes com um palito de dente, para a calda ser melhor absorvida. Despeje a calda por todo o bolo, e deixe esfriar antes de desenformar. Para manter o bolo úmido conserve-o embrulhado num filme plástico.