quinta-feira, 28 de abril de 2016

sopa de cenoura e gengibre


Para celebrar a frente fria mais esperada do ano, nada menos que sopa! Teve ontem no almoço, uma sopa de feijão preto à la mexicana, que ficou muito boa, mas não era nada fotogênica, fiz pensando no marido que excepcionalmente almoçou comigo. E hoje quis experimentar esta de cenoura, bem rápida de preparar. Fica um ardidinho bom do gengibre combinado ao sabor adocicado da cenoura e  arremata muito bem com algo azedo, como iogurte, ou o cream cheese que utilizei. Tudo muito simples e delicioso, como comida caseira deve ser :) 
Receita daqui.
 
4 colheres (sopa) manteiga
900g cenouras, descascadas e picadas em pedaços médios
2 cebolas picadas
¼ xícara gengibre fatiado
3 talos de tomilho
1 colher (chá) sal
pimenta-do-reino
3 xícaras água

Numa panela grande derreta a manteiga, em seguida coloque as cenouras, cebolas, gengibre, tomilho, sal e pimenta, deixe refogar por uns 5 minutos. Coloque a água e deixe em fogo alto até começar a ferver, abaixe o fogo para médio alto, tampe a panela e deixe cozinhar por 20 minutos, ou até a cenoura ficar macia, retire o tomilho. Espere esfriar um pouco e bata no liquidificador, acerte o sal e pimenta. Se preferir sirva com um pouco de creme de leite, iogurte natural ou cream cheese.
serve: 4 porções.
 

quarta-feira, 20 de abril de 2016

bolo de frutas cristalizadas


Já havia me esquecido como pode ser terapêutico fazer um bolo. É porque bolo não é algo tão frequente, e quando acontece é sempre entremeado com outras atividades, e já fica uma sequência de tarefas pré-planejada e o bolo é somente mais uma delas. Não é divertido. Dia desses a Clara teve seu primeiro passeio com a escola, eu consenti relutante, porque não tinha nenhum argumento muito racional, nada além daquelas neuras tipicamente maternas: e se acontecer alguma coisa no caminho? e se ela se perder da turma? e se ela for atacada pelo urso polar? (sim, ela foi ao Aquário de SP). Fiquei andando pela casa igual barata tonta, tentei fazer um monte de coisas que não deu certo e então parti para o bolo, coloquei Madredeus para ouvir, é sempre tão relaxante, e me deixei entreter por todos os passos da execução do bolo. Dobrei a quantidade de frutas cristalizadas, porque quando coloquei a medida no potinho achei uma miséria, e por isso diminuí a medidas das uvas passas. No mais, um bolo macio, leve, o aroma do rum ainda perdurou. E antes do bolo assado a pequena chegou em casa trazida pelo marido, sã e salva :)
Receita um pouquinho adaptada daqui.

80g frutas cristalizadas
3 colheres (sopa) rum
170g manteiga, amolecida
120g açúcar
3 ovos
250g farinha de trigo
1½ colher (chá) fermento em pó
pitada de sal
40g uva passa clara
40g uva passa escura

Misture as frutas cristalizadas com o rum e deixe pelo menos por uma hora. Unte e enfarinhe uma forma de bolo inglês (23x10cm). Pré-aqueça o forno a  180ºC. Na batedeira coloque a manteiga e açúcar e bata, em velocidade baixa, até a ficar um creme esbranquiçado. Junte os ovos, um a um. Bata por mais 2 minutos. Coloque a farinha de trigo já misturada o fermento e sal, coloque toda de uma vez e bata, em velocidade média, até formar uma massa. Desligue a batedeira e adicione as frutas cristalizadas com o rum e uvas passas. Leve ao forno por 50 minutos, ou até passar no teste do palito. Deixe esfriar sobre uma gradinha antes de desenformar.

quinta-feira, 14 de abril de 2016

macarrão com berinjela e ricota


Não queria começar outro post com a história de uma berinjela velha na geladeira, mas oops!... I did it again, como diria a querida Britney. Apesar de ficar brava comigo cada vez que faço isso, tento limpar a consciência preparando um prato delicioso. Queria algo rápido e fácil para almoçar e esta massa me pareceu perfeita. Receita do Cooking at Home.

1 berinjela grande (cerca de  500g)
6 colheres (sopa)  azeite
6-8 talos de cebolinha, picadss, incluindo a parte branca
2 dentes de alho, esmagados
¼ colher (chá) pimenta calabresa
½ xícara vinho branco seco
1½ xícara tomantes picados, sem pele
3 colheres (sopa) manjericão (ou outra erva, salsinha, hortelã, manjerona)
500g macarrão, massa curta
½ xícara ricota, esmigalhada

Descasque e corte a berinjela em pedaços de 2 cm. Numa frigideira grande aqueça 4 colheres (sopa) de óleo, coloque a berinjela e deixe fritar por uns 8 minutos, coloque mais azeite se a berinjela "pegar" no fundo da panela. Retire a berinjela da frigideira, coloque num prato e mantenha aquecido. Na mesma frigideira coloque 2 colheres (sopa) de azeite, aqueça e coloque a cebolinha, refogue até ficar macia, junte o alho, pimenta e deixe por mais 1 minuto. Junte o vinho e deixe até evaporar, seguido dos tomates, e deixe por 5 minutos, até formar um molho mais grossinho, acerte o sal, coloque 2 colheres (sopa) do manjericão e misture. Enquanto isso coloque o macarrão para cozinhar em outra panela, com água e sal. Volte a berinjela para a frigideira, misture bem. Distribua o macarrão entre os pratos de servir, coloque o molho e finalize com o restante do manjericão e a ricota.
serve: 4-6 porções.

quinta-feira, 7 de abril de 2016

mousse de avocado e cacau


Minha rede social favorita é o instagram (estou em @tati_penteado), estou sempre postando minhas bobagens por lá, adoro ver fotos bonitas, engraçadas e as pessoas são muito mais educadas que no facebook, por exemplo (que está a visão do inferno, diga-se de passagem). Às vezes vejo alguma foto lá e me encho de vontade de reproduzir a receita, como esta que vi no perfil do @telegraphfood. Tinha uns pequenos avocados bem maduros na geladeira e achei um fim bem digno a eles. E o sabor do avocado não fica pronunciado, especialmente no dia seguinte, é pouco doce e eu gostei muito :)

1 avocado maduro (ou cerca de ½ abacate médio)
½ xícara cacau em pó
4 tâmaras, sem caroço
1 xícara de água
1 colher (chá) baunilha

No liquidificador coloque a polpa do avocado, cacau, tâmaras, baunilha e água. Bata por 1-2 minutos. No começo vai ficar apenas um líquido, se você continuar batendo a mistura vai engrossar. Coloque em potinhos e mantenha na geladeira até o momento de servir.
Minhas tâmaras estavam na geladeira, e por isso um pouco duras. Deixei de molho na água que iria utilizar por uns 10 minutos, isso ajudou a triturar melhor.

sexta-feira, 1 de abril de 2016

bolo de chocolate


Este aqui é um bolo estilo daquele "bolo Pullman", macio e um pouco mais seco. Quando criança comer o bolo dessa marca era um acontecimento pra mim, porque minha mãe sempre fez bolos caseiros, então, ter dessas coisas industrializadas em casa era exceção. Ainda bem que segui o exemplo da minha mãe e bolo caseiro é de lei por aqui. Bem, este bolo é ótimo para passar alguma coisinha cremosa, por aqui usamos nutella e manteiga de amendoim. Receita daqui.

2¼ xícaras farinha de trigo
1 colher (chá) fermento em pó
¼ colher (chá) bicarbonato de sódio
pitada de sal
½ xícara iogurte natural (uso integral)
½ xícara leite integral
¼ xícara cacau em pó
¼ xícara mel
2 colheres (sopa) água fervente
¾ xícara açúcar
½ xícara manteiga, temperatura ambiente
2 ovos grandes
1 colher (chá) baunilha
½ xícara gotas de chocolate (usei ao leite)

Pré-aqueça o forno a  180ºC.  Unte e enfarinhe uma forma de bolo inglês de 23x10cm. Misture farinha, fermento, sal e bicarbonato. Misture iogurte e leite. Peneire o cacau, misture com o mel e a água, deixe esfriar. Na batederia bata o açúar e a manteiga por 3 min. Em seguida coloque os ovos, um por vez, e a baunilha. Junte a mistura de cacau e bata até misturar bem. Alterne o leite com a farinha, bata até que cada mistura seja incorporada à massa. Desligue a batedeira e adicione as gotas de chocolate. Coloque a massa na forma, nivele e leve ao forno por 1 hora, aproxidamente, ou até um palito sair seco.