quinta-feira, 22 de dezembro de 2011

biscoitinhos de queijo gouda e herbes de provence


Havia comprado queijo para compor uma sopa que queria comer há tempos. A temperatura por aqui subiu (e muito), a vontade da sopa foi embora e sobrou o queijo... Bora procurar alguma coisinha gostosa e fácil para aproveitá-lo. Como estes biscoitinhos, que foram uma grata surpresa: ridiculamente fáceis de preparar e super saborosos. Acho que vai bem com qualquer queijo - da próxima vez usarei gruyère, deve ficar ainda melhor! A receita adaptei daqui.
Encerro por aqui as postagens do ano. Bom Natal a todos e até 2012!

2 xícaras queijo gouda, passado no ralo grosso (aperte bem na xícara para medir)
1 xícara farinha de trigo
2 colheres (sopa) manteiga
sal e pimenta-do-reino, moída na hora
½ colher (chá) herbes de provence
4 colheres (sopa) iogurte desnatado

No processador coloque o queijo ralado, farinha, mateiga cortada em pedacinhos, sal, pimenta e herbes de provece. Processe até formar uma farofinha. Aos poucos adicione o iogurte, até formar uma massa úmida (não ficará homogênea). Coloque sobre uma superfície enfarinhada e amasse para homogeneizar. Abra com um rolo, no formato de um quadrado e corte em pequenos retângulos (se preferir faça bolinhas e achate bem com um garfo). Coloque numa assadeira forrada com papel manteiga e salpique um pouco de pimenta-do-reino moída. Leve ao forno pré-aquecido a 180ºC por15min, ou até dourar. Deixe esfriar.
Fiz meia receita e obtive uns 25 biscoitinhos.

terça-feira, 20 de dezembro de 2011

pudim de chocolate com peras


Estava meio desesperada para comer algo com chocolate, me via atacando o saco de gotinhas de chocolate meio-amargo sem pudor. Aí, fuçando numa caderneta de anotações, achei a receita desse pudim que copiei enquanto assistia um programa reprise da Nigella. Coloquei peras na lista de compras da feira e só encontrei daquela pequetita, chamada de pera-portuguesa, sempre cismei que essa variedade era muito seca, e me enganei: nem seca e nem dura, muito pelo contrário! Foi uma grata surpresa provar essa pera, além disso, o pudim ficou bem gostoso, ideal para comer morninho.
Na receita é pedido peras em calda, coloquei a fruta in natura, mesmo. Ao colocar a massa no refrátario, achei que era muito pouca, depois a massa se espalhou, cresceu e foi suficiente.

125g açúcar
125g farinha de trigo
150g manteiga, temperatura ambiente
25g cacau em pó, sem adição de açúcar
2 ovos, grandes
2 colheres (chá) baunilha
1 colher (chá) fermento em pó
¼ colher (chá) bicarbonato de sódio
4 peras

Coloque o açúcar, farinha, manteiga, cacau, ovos, baunilha, fermento e bicarbonato no processador, até formar uma massa homogênea. Descasque as peras, corte em quatro pedaços e disponha sobre um refratário (não é necessário untar). Coloque a massa sobre o refratário de 22cm e espalhe levemente - massa é um pouco pesada, não se preocupe pois no forno a massa vai se acomodar bem. Leve ao forno pré-aqueciso a 180ºC por 20-25min. Retire e espere amornar antes de servir.
Fiz meia receita, coloquei em dois potes individuais e diminui o tempo de forno para 18min, a fim de não deixar a massa muito seca.

quinta-feira, 15 de dezembro de 2011

scone de pecãs


Quando comecei a transcrever a receita para o post de hoje percebi que é o post número 200. Pensei, que lerdeza a minha! Dois anos e cinco meses de blog para chegar ao ducentésimo post. Bom, depois até achei que a receita veio a calhar, porque une duas coisas que só conheci depois que comecei o blog: scone -  esse bolinho com jeito de pão, que parece biscoito, macio e delicioso para o café da manhã - e pecãs, que eu não ia com a cara até provar pela primeira vez e virou minha nut preferida.
A receita vi semana passada nesse blog. Dobrei as medidas para ter scones por mais alguns dias, e acabou durando quase a semana inteira e se conservaram muito macios.

1 ½ xícara farinha de trigo
1 colher (chá) fermento em pó
pitada de sal
1/3 xícara açúcar
6 ½ colheres (sopa) manteiga, gelada
½ xícara pecãs
½ xícara creme de leite

Pré-aqueça o forno a 200ºC. Derreta ½ colher de sopa de manteiga numa frigideira e coloque as pecãs. Deixe tostar lentamente, até soltar os aromas. Retire do fogo e deixe esfriar. Numa tigela misture a farinha, fermento, sal e açúcar. Adicione a manteiga cortada em cubinhos e misture até formar uma farofa. Em seguida coloque o creme de leite e misture ligeiramente, por fim coloque as pecãs. deite a massa sobre uma superfície enfarinhada e amasse algumas vezes até homogeneizar. Forme um quadrado com a massa, corte em 4 pedaços, se quiser salpique um pouco de açúcar por cima de cada um e coloque-os sobre uma assadeira forrada com papel manteiga e leve ao forno por 15min. Passado o tempo de forno, meus scones estavam assados e ainda branquelos, então liguei o grill por alguns minutos só para dourar. Deixe esfriar e guarde em pote hermético.
rende 4 scones.

terça-feira, 13 de dezembro de 2011

crumble de ameixa


Vi um crumble de ameixa no Rapa Tachos e fiquei com muita vontade de provar. Comprei ameixas, mas elas estavam tão doces que não tive coragem de usá-las na receita. Mesmo assim o crumble não me saía da cabeça, até que me deparei com a receita da Martha Stewart (cada vez gosto mais deste livro) - não tive dúvidas, comprei ameixas extras e foi uma sábia decisão!
Vou colocar a receita original, que rende 10 porções - aqui em casa é inviável fazer a receita inteira. Usei 3 ameixas distribuídas em 2 potinhos, estava sem paciência para fracionar todas as medidas e foi a olho, coloquei menos açúcar e manteiga e foi um dos melhores crumbles que já provei.

1 xícara manteiga, gelada e cortada em pedacinhos
2 ¼ xícaras farinha de trigo
¾ xícara açúcar mascavo, comprimido na xícara
1/3 xícara + ½ xícara açúcar refinado
½ colher (chá) canela em pó
¼ colher (chá) sal
½ xícara aveia em flocos
1,2 kg ameixas, sem caroço e picadas
suco de ½ limão
2 colheres (sopa) amido de milho
¼ colher (chá) cardamomo em pó

Pré-aqueça o forno a 180ºC. Unte um refratário com capacidade para 3 litros, coloque-o sobre uma assadeira e reserve. Numa tigela misture a farinha, açúcar mascavo, 1/3 xícara do açúcar refinado, canela e sal. Adicione a manteiga e mexa com as pontas dos dedos até formar uma farofa úmida, misture a aveia e reserve. No refratário, coloque as ameixas, salpique por cima ½ xícara do açúcar, suco do limão, amido e cardamomo, mexa ligeiramente para misturar tudo. Coloque por cima a farofinha, salpique um pouco mais de aveia e leve ao forno por 50min, ou até que fique dourado e as ameixas borbulhando. Sirva com sorvete de creme, chantilly ou sem nenhum acompanhamento (é assim que eu prefiro).

quinta-feira, 8 de dezembro de 2011

pão de canela com passas


Eu gosto de fazer pães caseiros, mas nem tanto assim. Sempre me vejo dando alguma desculpa para adiar a produção de pães: hoje o tempo está frio e úmido, a massa não vai crescer direito; eu pintei as unhas ontem, nem gosto de usar luvas e vai estragar o esmalte e o pão; tenho esse corte no dedo picando cebola, não é muito higiênico sovar pão assim... e por aí vai. Mas aí eu venço todas as desculpas preguiça e sinto aquele cheirinho maravilhoso de pão recém assado e prometo que vou fazer pães todas as semanas... algo que nunca acontece, é claro.
Nesta receita, assim que vi logo me lembrei do similar Nutrella que comprei algumas vezes e parei de consumir porque tinha uma textura terrível, muito borrachudo. Já esta versão caseira resulta num pão bem denso e delicioso. Por fim, uma dica: aqueça uma fatia no microondas por alguns segundos, esse recheio vai derreter e... nham!
Receita do livrinho da Martha.

7g fermento biológico seco
2 xícaras leite morno (cerca de 38ºC)
6 ½ xícaras farinha de trigo
100g manteiga, temperatura ambiente
½ xícara açúcar
2 ovos grandes
2 colheres (chá) sal
1 xícara uva-passas
1 colher (sopa) canela em pó
recheio:
1 xícara açúcar
2 colheres (sopa) canela em pó
1 ovo, para pincelar

Misture o fermento e o leite. Adicione o leite, manteiga cortada em cubinhos, ovos, açúcar e sal. Coloque a farinha aos poucos, e vá sovando a massa (eu não usei toda a farinha, a massa ficou pesada e parei de adicionar). Sove por uns 10 minutos. Adicione a canela e as passas e sove para incorporar à massa. Coloque numa tigela untada com óleo, e deixe num lugar morno por 1 hora. Passado o tempo, abra a massa com as mãos, formando um retângulo, levante um terço da massa e dobre para o centro, faça o mesmo com o outro terço (como se fosse uma carta). Recoloque a massa na tigela, com a parte dobrada para baixo e deixe no lugar morno por mais 40min. Faça o recheio, misturando o açúcar e canela. Divida a massa em duas partes. Abra uma metade da massa formando um círculo, espalhe metade do recheio por cima, dobre para dentro as extremidades do círculo, formando um quadrado e enrole a massa, apertando bem. Coloque a massa numa forma de bolo inglês (25x10cm) bem untada com manteiga, e deixe por mais 30min no lugar morno. Repita o procedimento com a outra metade da massa. Enquanto os pães crescem, aqueça o forno a 200ºC. Pincele o topo da massa com o ovo batido (usei somente gema). Asse por 40-45min. Se o topo dourar muito rápido, na metade do tempo cubra com uma folha de papel alumínio.
rendimento: 2 pães médios, fiz meia receita.

terça-feira, 6 de dezembro de 2011

(mais um) muffin de mirtilos


Tem sido muito raro comer doces industrializados, quando como acho absurdamente açucarado e nem levo adiante. Acho que meu paladar se acostumou com os doces que eu mesma preparo. E me surpreendo quando acho que alguma receita que preparei não ficou adoçada suficientemente, como estes muffins. Logo que saiu do forno eu provei um e pensei, será que errei na medida do açúcar? Na hora pensei em não postar a receita e fiquei decepcionada, depois me conformei e concluí que geléia resolve tudo. No dia seguinte comi mais um no café da manhã e achei que estava doce na medida certa.
Só um adendo, evitem os mirtilos congelados da Qualitá, aquela marca do Grupo Pão de Açúcar. Sabe aquela história do barato que sai caro? Pois é.
Receita encontrei aqui.

1/3 xícara açúcar
1 ½ colher (chá) raspas de limão
2 xícaras mirtilos frescos (usei congelado)
1 1/8 xícara açúcar
2 ½ xícaras farinha de trigo
2 ½ colheres (chá) fermento em pó
¼ colher (chá) sal
2 ovos grandes, temperatura ambiente
4 colheres (sopa) manteiga, derretida e fria
¼ xícara óleo
1 xícara leite 
1 ½ colher (chá) baunilha

Comece misturando 1/3 xícara de açúcar com as raspas de limão. Esfregue com as pontas dos dedos para soltar os aromas. Numa panelinha coloque 1 xícara de mirtilos com 1 colher (chá) açúcar e leve ao fogo médio até formar uma geléia, mexa constantemente (demora uns 6-7min), retire do fogo e deixe esfriar (depois de retirar do fogo amassei com um garfo). Numa tigela grande misture a farinha, fermento e sal, reserve. Noutra tigela, misture os ovos e o açúcar e bata até ficar uma mistura pálida. Adicione a manteiga, óleo, leite e baunilha. Junte esta mistura à farinha, mexa para combinar tudo, não bata demais - não há problema em deixar carocinhos na massa. Junte a xícara restante de mirtilos e misture ligeiramente. Coloque a massa em forminhas preparadas, encha até a metade das forminhas. Coloque 1 colher de chá da geléia por cima da massa, use um palito de madeira para espalhar bem e por último salpique o açúcar aromatizado. Leve ao forno pré-aquecido a 205ºC por 17-20min, ou até que um palito saia seco quando inserido.
rendimento: 12 muffin. Fiz meia receita acima e obtive 8 bolinhos (forminhas de 80ml cada).

quinta-feira, 1 de dezembro de 2011

pot pie de frango


Alguns dias da semana eu janto sozinha em casa. E instintivamente procuro preparar refeições mais confortantes - eu que nunca fui muito chegada a sopas percebo que sinto vontade de comer nos meus jantares solitários. E pot pie me pareceu perfeito: uma tigela cheia de coisinhas gostosas aquecendo a mão enquanto assisto televisão no sofá. Mais tarde, quando marido chegou para jantar, disse que o recheio tinha gosto de infância - potinhos duplamente confortantes!
Receita pouquinho adaptada deste livro.

massa:
1½ xícara (235g) farinha de trigo
½ colher (chá) sal
½ xícara (125g) manteiga, gelada e cortada em pedacinhos
3-4 colheres (sopa) água gelada

recheio:
1 xícara cenouras picadas
1 xícara ervilhas (usei congelada)
1 xícara milho (usei da lata)
2 colheres (sopa) manteiga
5 sobrecoxas de frango (625g, pesadas com ossos e pele)
2 colheres (sopa) cebola picada
¼ xícara farinha de trigo
1 ½ xícara caldo de frango
½ xícara vinho branco seco
½ xícara leite (usei semi-desnatado)
1 colher (sopa) cebolinha picada
sal e pimenta-do-reino moída na hora
1 gema, para pincelar

Comece pela massa. Misture a farinha, sal e manteiga até ficar úmido. Adicione a água aos pouquinhos e vá amassando até ficar homogêneo. Se preferir, faça no processador. Não misture demais a massa. Enrole num filme plástico e leve à geladeira enquanto prepara o recheio.
Cozinhe em água e sal as cenouras e ervilhas por uns 5min. As cenouras devem estar macias, porém firmes. Retire da água. Se utilizar milho cru, debulhe as espigas e cozinhe por 1 min na mesma água. Reserve.
Retire os ossos e peles das sobrecoxas e pique em pedaços pequenos, tempere com um pouco de sal e pimenta. Derreta a manteiga numa panela grande, coloque o frango e frite até ficar dourado. Em seguida coloque a cebola e frite por mais 2min. Adicione a farinha de trigo, misture muito bem. Adicione o caldo de frango, vinho e leite, mexa bem, tampe a panela, deixe reduzir e engrossar este molho por uns 10min. Coloque as cenouras, ervilha, milho e cebolinha. Acerte o sal e a pimenta. Desligue e coloque a mistura num refratário de 23cm. Pincele as bordas do refratário com a gema, para "colar" a massa. Retire a massa da geladeira, abra sobre uma superfície enfarinhada, e cubra o refratário. Pincele com a gema e faça 3 cortes na massa, com uma faca, para escapar o vapor. Leve ao forno pré-aquecido a 200ºC por 30min. Deixe esfriar por uns 10min antes de servir.
rendimento: 4 a 6 porções. Fiz meia receita e coloquei em 4 potinhos - cada um valeu uma refeição.